Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 05/05/2014
  • 21:30
  • Atualização: 21:38

Suspeito de atirar vaso sanitário teria confessado, diz advogado

Torcedor também teria dito o nome de outras duas pessoas que provocaram a morte no Arruda

  • Comentários
  • Lancepress

O advogado Adelson José da Silva, responsável pela defesa de Everton Felipe Santiago de Santana, afirmou nesta segunda-feira que seu cliente confessou a participação no arremesso de dois vasos sanitários nos arredores do estádio do Arruda, no qual ocorreu a morte de Paulo Ricardo Gomes da Silva, torcedor do Sport. De acordo com o jurista, o rapaz já teria revelado que cometeu o crime com duas pessoas.

"Ele já conhecia uma das pessoas da Inferno Coral (torcida organizada do Santa Cruz), e a outra ele conheceu no local",  afirmou na porta da delegacia. De acordo com Adelson, Everton Felipe já tinha certeza de que seria detido. "Ele confessou, já estava disposto a se entregar. Tinha pedido até à família que não o abandonasse no caso de ser preso", acrescentou o defensor

Bookmark and Share