Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 06/05/2014
  • 08:21
  • Atualização: 08:24

Direção afirma que Inter não deve perder jogadores na janela

Para cumprir projeto de conquistar Brasileirão, dirigentes buscarão reforços para clube

Permanência de Charles Aránguiz é a prioridade do Inter  | Foto: Alexandre Lops / Inter / Divulgação CP

Permanência de Charles Aránguiz é a prioridade do Inter | Foto: Alexandre Lops / Inter / Divulgação CP

  • Comentários
  • Fabrício Falkowski / Correio do Povo

A história do Inter nas últimas edições do Campeonato Brasileiro tem, entre outros, um ponto em comum fundamental: o time começa apontado como um dos favoritos, perde jogadores na janela de transferências, se enfraquece e deixa escapar a chance do título. Em 2014, entretanto, será diferente. Pelo menos, é o que garantem os dirigentes.

A menos que apareça alguma proposta irrecusável por algum dos jogadores à disposição de Abel Braga neste momento, o clube não fará vendas na próxima janela de transferências internacionais. Pelo contrário. A ideia é trazer reforços. "A não ser que ocorra alguma coisa extraordinária, ninguém vai sair", garante o vice-presidente de futebol colorado, Marcelo Medeiros.

E, realmente, não há jogadores no Beira-Rio que sofram com grande assédio de clubes da Europa neste momento. Otávio, por exemplo, que terminou 2013 muito valorizado, acabou perdendo espaço no grupo e a vitrine. Eduardo Sasha, que fez um bom Campeonato Brasileiro pelo Goiás, ainda será melhor testado. "Realmente, não acredito em grandes ofertas depois da Copa...", completa Medeiros.

A janela para saída de jogadores do Brasil para o exterior depende de cada país de destino, mas, de maneira geral e considerando os principais mercados da Europa, se estende entre 1 de julho e 2 de setembro. O caminho contrário, ou seja, de fora para o Brasil, pode ser trilhado entre 14 de julho e 13 de agosto.

O primeiro a chegar para o Inter deve ser Carlos Luque, cuja negociação com o Cólon está bem adiantada. Durante a semana, representantes do jogador devem desembarcar em Porto Alegre para fechar as tratativas como Inter. Ele só desembarca, porém, após 18 de maio, quando se encerra o Torneio Final, na Argentina. A estreia pelo ocorre após a Copa, justamente por causa da janela.

Além de Luque, outros reforços virão. "O projeto é conquistar o título brasileiro. Por isso, além de não perder jogadores, precisamos reforçar", finaliza Marcelo Medeiros.

Sonda pode ajudar a negociar Luque


A semana será decisiva para a compra dos direitos federativos de Charles Aránguiz. O objetivo dos dirigentes colorados é sacramentar o negócio, que custará 5 milhões de dólares ao Inter, nos próximos dias. A participação do empresário Delcyr Sonda não está confirmada. Sonda deve, por outro lado, ajudar na contratação de Carlos Luque.

Bookmark and Share