Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 07/05/2014
  • 14:02
  • Atualização: 14:34

Após convocação, Victor fala em "melhor sensação da carreira"

Goleiro esteve muito perto de servir o Brasil na África do Sul, mas ficou fora da lista de Dunga

Victor será um dos três goleiros do Brasil na Copa | Foto: Divukgação CBF / CP

Victor será um dos três goleiros do Brasil na Copa | Foto: Divukgação CBF / CP

  • Comentários
  • Lancepress

Convocado nesta quarta-feira por Luis Felipe Scolari para compor o elenco do Brasil na Copa do Mundo de 2014, o goleiro Victor enfim terá sua chance de compor o grupo verde e amarelo em um Mundial. Postulante à mesma vaga quatro anos atrás, o camisa 1 do Galo esteve bem perto de ir à Africa do Sul, mas perdeu a vaga para Doni e Gomes, além de Júlio César, titular. O ex-arqueiro do Grêmio falou que o chamado de Felipão nesta quarta lhe causou a “melhor sensação da carreira”.

“A expectativa era grande, felizmente deu tudo certo. Estou muito emocionado, a sensação é a melhor que já tive nestes anos todos de futebol. O sonho de todo jogador quando começa é poder chegar a este momento, que é único. Só tenho a agradecer ao Felipe, pela observação do trabalho e a confiança para estar no grupo”, afirmou.

Recentemente, Victor disse estar tranquilo e com os pés no chão. Evitando pensar na Copa do Mundo, o goleiro revelou ter receio de se empolgar com a vaga no Mundial, já que também era nome quase certo na lista de Dunga em 2010, o que não aconteceu. As duas convocações com Felipão, sendo uma única oportunidade de jogar, diante de Honduras, aliado ao bom momento que já dura mais de um ano no Atlético-MG, foram o suficientes para que o arqueiro fosse premiado com a convocação neste dia 7 de maio.

Victor estreou na Seleção Brasileira ainda em 2009, com o técnico Dunga, participando das Eliminatórias da Copa de 2010 e da Copa das Confederações de 2009, competição que o Brasil levantou a taça. De fora da Copa na Africa, Victor ainda voltaria a seleção em 2010, já com o técnico Mano Menezes, quando ainda era jogador do Grêmio. No ano seguinte, o goleiro estaria com a Seleção na Copa América e no Superclássico das Américas, também vencido com o time de Mano.

Já como goleiro do Atlético-MG, teve suas primeiras oportunidades na temporada passada, com Mano Menezes. A participação que lhe rendeu o nome de santo na Libertadores de 2013 ajudou a continuar trilhando seu caminho na seleção de Felipão, sendo coroado nesta quarta com o chamado à Copa do Mundo de 2014.

Bookmark and Share