Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 10/05/2014
  • 15:01
  • Atualização: 15:15

Arena Corinthians é inaugurada com amistoso e festa

Ídolo do clube, Rivelino marcou o primeiro gol no novo estádio do time paulista

  • Comentários
  • Lancepress

A Arena Corinthians, construída em Itaquera, foi inaugurada neste sábado com evento que reuniu mais de 100 ex-jogadores do Timão. Apesar do estádio não estar 100% pronto, seu pontapé inicial foi dado com muita festa.

Fora do estádio, a desorganização de parte da Polícia e da Companhia de Engenharia de Tráfico (CET), que não tinham informações para orientar os torcedores que chegavam ao estádio, era facilmente notada. De resto, tudo ocorreu bem na inauguração. O estádio já tem 98% das obras finalizadas.

As homenagens 

No início da festa, jogadores que participaram dos amistosos se reuniram no círculo central do gramado para uma homenagem a Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians e um dos responsáveis pelo projeto da Arena sair do papel. Mário Gobbi, o atual mandatário do clube, entregou uma placa para o antecessor, enquanto o telão exibia uma mensagem de agradecimento a ele.

Entre as festividades, um vídeo mostrou as "casas" que o Corinthians já teve em sua história. As imagens passaram por Parque São Jorge, Morumbi e Pacaembu, até que, enfim, foi mostrada a evolução das obras da Arena, que irá sediar seis jogos na Copa do Mundo deste ano.

As homenagens não pararam por aí. O tema das vitórias de Ayrton Senna da Silva, ex-piloto de Fórmula 1, foi tocado no estádio, em memória a um dos torcedores mais ilustres da história do clube. Após essa última homenagem, tudo ficou pronto para o início dos seis jogos programados.

Os jogos

Cada partida durou apenas 15 minutos, mas foi tempo suficiente para o torcedor matar a saudade dos ídolos e festejar muito. O primeiro gol da Arena foi de Rivellino, em cobrança de pênalti sofrido por Palhinha. Mas o detalhe é que o ex-atleta era do time que cometeu a infração. Ainda assim, ouviu o pedido dos companheiros para que efetuasse a cobrança. Dito e feito: Riva bateu com perfeição, sem chances para o goleiro Ronaldo.

A nota triste da partida ficou por conta da contusão de Palhinha. No lance do pênalti, o jogador caiu por cima do ombro e acabou saindo do estádio de ambulância, com uma luxação e suspeita de fratura. Mas a festa não podia parar. Jogadores de várias épocas do clube paulista duelaram entre si, em jogos de Corinthians contra Corinthians. Nos seis realizados, foram 13 gols feitos.

No último duelo, uma das equipes foi formada com a base do time campeão mundial em 2000. Vampeta, Rincón, Marcelinho Carioca, Ricardinho, Edílson e Luizão vestiram o uniforme preto e foram alguns dos jogadores que empataram em 2 a 2 com o time de amarelo. Os gols foram marcados por Vampeta e Edílson, enquanto Ewerthon e Fernando Baiano empataram a partida.

As ausências mais sentidas foram as de Ronaldo Fenômeno e de Neto, que não puderam comparecer à inauguração por conta de compromissos pessoais.

Bookmark and Share