Correio do Povo

Porto Alegre, 30 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
20ºC
Amanhã
14º 21º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Brasileirão

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

10/05/2014 22:53 - Atualizado em 10/05/2014 23:09

Botafogo atropela o Criciúma e faz 6 a 0 no Maracanã

Garoto Daniel marcou três gols e pôs fim ao jejum de vitórias do Fogão

O Botafogo entrou em campo contra o Criciúma com um jejum de 52 dias sem vitórias. O garoto Daniel, tido como uma das grandes promessas alvinegras, com o jejum de nunca ter feito gols na carreira como profissional. E o reserva Wallyson não fazia gols desde o jogo de volta pela primeira fase da Copa Libertadores. Então a vitória por 6 a 0, com três gols do jovem meia-atacante e um de Wallyson, quebrou de uma vez as três marcas negativas. Emerson fez os outros dois gols da goleada alvinegra.

Com o resultado, o Glorioso saiu da zona de rebaixamento e pulou para quatro pontos. O Tigre estacionou nos três pontos. Os cariocas enfrentam o Goiás na quarta-feira, às 22h, em Juiz de Fora, com mando da equipe goiana. Já o Criciúma recebe o Internacional, domingo, às 18h30.

O jogo

No campo molhado do Maracanã, a primeira alternativa foi tentar os chutes de longe. Num deles, Emerson acertou o travessão de Galatto. Jogador mais ativo do Botafogo, Sheik seguia brigando contra a zaga do Criciúma e arranjando faltas. E aos 22 minutos, Bolatti - que também se destacava - encontrou o camisa 7 livre na área e cruzou na medida para o atacante. Ele ajeitou e bateu fraco, mas Galatto aceitou.

Em desvantagem, o Criciúma saiu um pouco mais para o jogo e tentava jogadas principalmente com passes em profundidade de Wellington Bruno ou pelo lado direito do ataque, mas não chegou a assustar Jefferson.

Na volta para o segundo tempo, parecia que o time catarinense manteria a postura um pouco mais ofensiva, mas nem teve tempo para criar alguma chance. Logo aos seis, Edilson cruzou de trivela e Galatto afastou nos pés de Sheik. O atacante dominou e bateu seco para o gol, sem chances para o goleiro do Tigre.

O gol fez com que Wagner Lopes, técnico do Criciúma, tomasse uma atitude rápida. Ele pôs Romulo e Bruno Lopes nos lugares de Cortez e João Vitor, aos oito. E no minuto seguinte, o jovem Daniel aproveitou bate-rebate e marcou o primeiro gol na carreira.

A partir daí, com o Criciúma entregue, o garoto se soltou e deu show. Fez dois bonitos gols em arrancadas, finalizou o hat-trick e garantiu o fim do jejum de vitórias alvinegras.

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.