Correio do Povo

Porto Alegre, 30 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
20ºC
Amanhã
14º 21º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

17/05/2014 16:02 - Atualizado em 17/05/2014 18:18

Na prorrogação, Arsenal conquista título da Copa Inglaterra

Time saiu perdendo por 2 a 0 para Hull City, mas buscou a virada em final emocionante

Arsenal conquistou título da Copa Inglaterra<br /><b>Crédito: </b> Adrian Dennis / AFP / CP
Arsenal conquistou título da Copa Inglaterra
Crédito: Adrian Dennis / AFP / CP
Arsenal conquistou título da Copa Inglaterra
Crédito: Adrian Dennis / AFP / CP

O Arsenal fez o seu torcedor sofrer até o último minuto possível antes de acabar com a seca de títulos, que já durava nove anos. Após ver o Hull City abrir 2 a 0, os Gunners foram buscar o resultado, precisando da prorrogação para virar a final e conquistar a Copa da Inglaterra pela 11ª vez na história da competição, a mais antiga do mundo. Os Tigers marcaram com Chester e Davies; o Arsenal virou através de Cazorla, Koscielny e Ramsey.

Agora, o Arsenal se iguala ao rival Manchester United como maior vencedor da FA Cup. O último título dos Gunners havia sido em 2005, quando o time contava com os brasileiros Gilberto Silva e Edu, além de nomes como Henry e Vieira. O título também alivia a posição do técnico Arsene Wenger, que vem sendo duramente criticado por não dar um troféu aos Gunners nos últimos nove anos.

O jogo

Quem achou que o Arsenal entraria com tudo para cima do Hull se enganou. Foi o contrário. Os Tigers chegaram à final com sede de gol. Logo no começo, 2 a 0, através de Chester e Davies em falhas inacreditáveis da zaga dos Gunners. E Bruce ainda teve a chance de marcar o terceiro antes de os londrinos entrarem finalmente no jogo.

Com falta perfeita, Cazorla diminuiu o placar e colocou os Gunners na parada. Depois do gol, o Arsenal foi superior durante toda a primeira etapa, mas não conseguiu traduzir o domínio em chances. Assim, o Hull foi ao vestiário com boas chances para a segunda etapa, principalmente pelo 2 a 1 conquistado.

Na segunda etapa, mais do mesmo. O Arsenal tinha o domínio da posse, rodava, mas chegava com pouco perigo à frente. Exceção feita a lances de escanteio, que os três gigantes zagueiros do Hull não tiveram dificuldades para tirar. Isso mudou em uma jogada na área, quando a bola sobrou para Koscielny, que empatou. Os Gunners ainda buscaram a vitória, mas o jogo foi mesmo para a prorrogação.

No tempo extra, cresceu a figura de Ramsey. No primeiro tempo, o galês finalizou três vezes, obrigando McGregor a trabalhar. Na segunda etapa, veio o gol: em lance fora da área, ele tirou do goleiro, virou o jogo e colocou seu nome na história do Arsenal.

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.