Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Outubro de 2014


Porto Alegre
Agora
19ºC
Amanhã
13º 20º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Brasileirão

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

17/05/2014 20:25 - Atualizado em 17/05/2014 20:29

Cruzeiro vence Coritiba e dorme na vice liderança do Brasileirão

Raposa marcou 3 a 2 contra Coxa no Mineirão

Ricardo Goulart marcou duas vezes<br /><b>Crédito: </b> Ramon Bittencourt / Lancepress / CP
Ricardo Goulart marcou duas vezes
Crédito: Ramon Bittencourt / Lancepress / CP
Ricardo Goulart marcou duas vezes
Crédito: Ramon Bittencourt / Lancepress / CP

Com o foco agora totalmente voltado para o Brasileiro, o Cruzeiro recebeu neste sábado o Coritiba no Mineirão e mostrou que já superou a eliminação na Libertadores e segue forte para conquistar mais um título nacional. Com gols de Ricardo Goulart (duas vezes) e Borges, a Raposa, jogando com a nova camisa amarela, saiu vencedor por 3 a 2.

A partida marcou também o reencontro do ídolo Alex com a China Azul. O craque foi o principal nome da equipe estrelada na conquista da tríplice coroa em 2003, e ainda não havia enfrentado seu ex-clube, nem mesmo estado no novo Mineirão.

Por duas vezes, Goulart coloca Cruzeiro em vantagem

Com a equipe mudada, Marcelo Oliveira escalou o trio de organizadores que fez sucesso na temporada passada. Desde o início, Ricardo Goulart, Everton Ribeiro e Dagoberto mostraram que o time já tinha assimilado a queda na Liberta. Aos dez minutos, em jogada característica do time, Egídio desceu pela lateral esquerda e colocou a bola na cabeça de Ricardo Goulart, bem colocado para abrir o placar no Mineirão.

Apesar do tradicional estilo retranqueiro de Celso Roth,não foi isso que se viu do Coritiba, principalmente após levar o gol. O Coxa, aos poucos, começou a explorar mais seu campo de ataque e tomar mais iniciativas. E foi com a mobilidade dos jogadores alviverdes resultou no empate. O meia Alex se aventurou dentro da área e recebeu o cruzamento na medida de Carlinhos. O camisa 10 cabeceou bem no canto direito de Fábio, que sequer pulou na bola. Sem muita explosão, mas de braços abertos, Alex comemorou o tento com os companheiros.

Quando o primeiro tempo de jogo caminhava para a igualdade, o Cruzeiro desceu com qualidade para organizar a última jogada antes do intervalo e que valeu o segundo gol. Em ótima trama de Goulart, Borges e Everton Ribeiro, Ricardo Goulart completou o cruzamento da direita e deixou o Cruzeiro novamente em vantagem.

Bola aérea volta a assustar, mas Cruzeiro triunfa

Melhor em campo, o Cruzeiro começou bem o segundo tempo, mas não conseguiu evitar uma nova ofensiva do Coxa pelo alto. Desta vez, a falha foi coletiva no sistema defensivo. No início da etapa final, Carlinhos desceu mais uma vez pela esquerda e cruzou bem para Norberto cabecear no canto esquerdo de Fábio. Tudo igual mais uma vez. A proposta de contra atacar dos visitantes, no entanto, foi rapidamente derrubada já que o Cruzeiro, também sem perder tempo, voltou a ficar em vantagem. Na cobrança de escanteio pela esquerda, Willian chutou/cruzou rasteiro e Borges completou para o gol. 3 a 2 Cruzeiro. Gol com dedo do técnico Marcelo Oliveira, que ousou ao colocar o "bigodudo" no lugar do volante Henrique, instantes antes.

Mesmo já acusando o cansaço, o Cruzeiro suportou as ações ofensivas do Coritiba nos últimos 10 minutos de jogo e saiu e campo com a vitória. Com o resultado, a Raposa fica provisoriamente na segunda colocação, com dez pontos, enquanto o Coritiba estaciona no 18º lugar, com apenas três e ainda sem vencer na competição.

Bookmark and Share


Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.