Correio do Povo

Porto Alegre, 2 de Outubro de 2014


Porto Alegre
Agora
19ºC
Amanhã
14º 21º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Grêmio

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

18/05/2014 18:37 - Atualizado em 18/05/2014 18:52

Barcos ignora vaias e valoriza “vitória sobre um rival direto”

Grêmio chegou ao terceiro lugar na tabela do Brasileirão com triunfo de 1 a 0

Barcos ressaltou vitória em confronto direto com Fluminense<br /><b>Crédito: </b> Lucas Uebel / Divulgação Grêmio / CP
Barcos ressaltou vitória em confronto direto com Fluminense
Crédito: Lucas Uebel / Divulgação Grêmio / CP
Barcos ressaltou vitória em confronto direto com Fluminense
Crédito: Lucas Uebel / Divulgação Grêmio / CP

A vitória de 1 a 0 sobre o Fluminense na tarde deste domingo na Arena foi muito comemorada pelos jogadores do Grêmio. Com o triunfo, o Tricolor subiu ao terceiro lugar na tabela do Brasileiro. O capitão Barcos, que chegou a ser vaiado após perder uma chance clara para marcar o segundo gol gremista na etapa final, minimizou a reação da torcida e ressaltou a importância de bater um adversário direto na disputa pelas primeiras posições da competição.

“É importante bater um rival direto como é o Fluminense. A vitória em casa sempre dá tranquilidade, mas temos que manter os pés no chão porque ainda tem muito pela frente. Não escutei a torcida vaiar. Ouvi apenas o barulho deles comemorando quando acabou a partida”, disse o camisa 9, que destacou o objetivo gremista de se manter pelo menos no G4 até a parada para a Copa do Mundo. “O nosso objetivo é nos manter na frente, se possível na primeira posição. Se não der, temos que ficar ao menos no G4 para voltar forte após a parada para a Copa”, completou.

Após bater o Fluminense, o Grêmio encara o Botafogo no Alfredo Jaconi já que a Arena será cedida para a Fifa. Barcos admite que jogar fora da Arena será diferente, mas acredita que Tricolor terá condições de manter o 100% de aproveitamento como local no Brasileiro. “A gente sabe que não é a mesma coisa, mas tem que manter o mesmo posicionamento e a mesma pegada de hoje. Temos que fazer isso parta tentar ganhar do jogo lá em Caxias”, concluiu.


Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.