Correio do Povo

Porto Alegre, 25 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
8ºC
Amanhã
17º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Grêmio

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

25/05/2014 09:59 - Atualizado em 25/05/2014 10:59

Rui Costa diz que faixa de capitão não garante titularidade de Barcos

Diretor-executivo do Grêmio, no entanto, ressaltou confiança no argentino

Diretor Rui Costa afirma que ainda confia em Barcos<br /><b>Crédito: </b> Fabiano do Amaral / CP Memória
Diretor Rui Costa afirma que ainda confia em Barcos
Crédito: Fabiano do Amaral / CP Memória
Diretor Rui Costa afirma que ainda confia em Barcos
Crédito: Fabiano do Amaral / CP Memória

Os gols perdidos por Barcos na derrota de 1 a 0 para o São Paulo na noite desse sábado no Morumbi irritaram a torcida gremista. O argentino, titular desde que chegou ao clube, é capitão e um dos principais líderes do elenco. Apesar disso, o diretor-executivo tricolor Rui Costa afirmou que essa liderança não garante a titularidade do camisa 9.

“O Barcos sabe que se ele não render pode virar uma alternativa para o Enderson. Essa é uma decisão exclusivamente do Enderson. Tenho certeza que o treinador do Grêmio faz a modificação que tem que fazer. Independente de ser capitão, de tempo de casa ou salário. Se tiver que modificar, ele vai fazer”, disse Rui Costa, que, no entanto, reiterou a confiança no argentino.

A manifestação do Enderson foi correta. Quando o Grêmio perde, perde todo mundo. O Barcos não perdeu sozinho. Os lances que ele perdeu foram difíceis. Nesse último, ele fez um até um domínio muito bonito, bateu e a bola passou perto. Isso é do jogo. Confio no Barcos, como o treinador confia, como os companheiros confiam, como o presidente confia. Se espera do Barcos aquilo que ele já demonstrou que pode fazer”, completou.

Em relação à atuação gremista, Rui Costa avaliou como boa. O diretor disse que o Grêmio teve uma boa atuação e reclamou da arbitragem no Morumbi. “Fica o sentimento de que o Grêmio fez uma partida boa contra o São Paulo, jogou de igual para igual. O Grêmio teve chance para marcar, o São Paulo fez o gol em uma bola parada. O árbitro foi prejudicado pelos auxiliares, principalmente no nosso ataque no primeiro tempo. Em um jogo decisivo, isso também prejudica”, analisou.

Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.