Correio do Povo

Porto Alegre, 15 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
10º 21º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Brasileirão

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

25/05/2014 18:00

Atlético-PR bate Coritiba por 2 a 0 pelo Brasileirão

Clássico paranaense teve menos de 1,1 mil pagantes

O Atlético-PR se deu bem no clássico paranaense deste domingo, contra o Coritiba, e venceu o rival por 2 a 0. Marcos Guilherme e Luccas Claro, contra, foram os autores dos gols do jogo, válido pela sétima rodada do Brasileirão. A partida foi disputada em Maringá, já que o Furacão cumpriu mais uma perda de mando de campo imposta pelo STJD, e a torcida não se empolgou: foram só 1.063 pagantes.

Com a vitória, o Atlético-PR foi a nove pontos, pegando um elevador na tabela. O Coxa, por sua vez, continua com quatro, na zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o Rubro-Negro enfrenta o São Paulo, no Parque do Sabiá, em Uberlândia. Já o Coritiba visita o Criciúma, no Orlando Scarpelli. Ambos serão na quarta-feira.

O primeiro tempo foi bastante movimentado. Houve muita disposição por parte das equipes, com o Coritiba criando o maior número de chances. O meia Roni foi o principal articulador do time e o jogador que levou mais perigo a Weverton, chutando de tudo quanto foi lado do campo. O goleiro mostrou estar atento e fez boas defesas.

Apostando nos contra-ataques, com mais sucesso na segunda metade da etapa inicial, o Atlético-PR até conseguiu balançar as redes. Só que a arbitragem anulou equivocadamente o gol de Natanael, marcado aos 42 minutos. O bandeirinha viu impedimento na rápida troca de passes, que culminou com a finalização do lateral-esquerdo. Erro feio.

Mas no segundo tempo não teve arbitragem para atrapalhar os atleticanos, que voltaram bem melhor. O primeiro gol nasceu após uma bela jogada pela direita de Suelliton, que cruzou na medida para Marcos Guilherme bater no canto. O detalhe é que o zagueiro Luccas Claro tinha condições de evitar, após a finalização, que a bola entrasse, mas furou.

Dois minutos depois, o mesmo Luccas Claro melhorou a vida do rival ao marcar, contra, o segundo gol atleticano. Ele não conseguiu sair da direção da bola após a cobrança de falta de Natanael explodir na trave.

O Coritba não conseguiu juntar os cacos depois dos gols no início do segundo tempo. Celso Roth mudou o esquema, abandonou os três zagueiros, mas o Furacão continuou bem postado, aguardando os contra-ataques e não sofreu sustos. Vitória garantida e o gosto especial de manter o rival entre os últimos do Brasileirão.

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.