Porto Alegre, quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

  • 28/05/2014
  • 15:33
  • Atualização: 15:38

Fluminense acerta a contratação do meia Cícero

Esta será a segunda passagem do atleta pelo time das Laranjeiras

  • Comentários
  • Lancepress

O Santos aceitou, no início da tarde desta quarta-feira, uma proposta do Fluminense pelo meia Cícero, de 29 anos. Os valores da transferência e a forma de negócio estabelecida pelos clubes ainda são mantidos em sigilo, mas o contrato do jogador com o clube carioca deve ser de três anos.

Esta será a segunda passagem do atleta pelo time das Laranjeiras. A primeira foi entre 2007 e 2008, quando ele ganhou uma Copa do Brasil. Pelo Peixe, clube no qual chegou ano passado, o camisa 8 marcou 35 gols em 90 partidas, mas não levantou nenhuma taça. Ele foi o principal artilheiro da temporada passada, com 24 gols, e está apenas dois gols atrás de Gabriel, com 13, neste ano.

Com seis partidas no Brasileiro, limite permitido para se transferir para outra equipe do país, Cícero pediu para não enfrentar o Flamengo no último domingo e protagonizou uma cena inusitada nesta quarta. Depois de treinar entre os titulares do Peixe pela manhã, ele embarcou no ônibus que levaria a delegação alvinegra para o aeroporto, mas desceu minutos depois e não voltou mais. Sem ele, o Peixe parte para Feira de Santana, onde enfrenta o Bahia pela oitava rodada do Brasileirão.

Internamente, a diretoria do Santos já sofria forte pressão em relação a Cícero. O Conselho Deliberativo queria que o jogador fosse multado e treinasse afastado do restante do grupo. Na ocasião, o presidente santista Odílio Rodrigues disse que entendia o lado do jogador e colocou panos quentes na novela.

Logo após a partida contra o Flamengo, o técnico Oswaldo de Oliveira afirmou que ainda contava e torcia pela permanência de Cícero. Com a lesão de Edu Dracena, o camisa 8 se tornou capitão do Santos e, de acordo com o treinador, "só não é o camisa 10 porque não quer".

Insatisfeito por não receber o aumento salarial que pediu ao Santos, de R$ 350 mil para R$ 500 mil, o meia não escondeu sua insatisfação com a diretoria e pediu para ser transferido para o Flu. O Peixe chegou a tentar uma troca com o meia Wagner, o lateral Bruno e o atacante Rafael Sóbis, mas não obteve sucesso em nenhuma delas.


Bookmark and Share