Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 30/05/2014
  • 09:25
  • Atualização: 09:40

Podemos surpreender, avisa meia brasileiro da Croácia

Eduardo Silva irá enfrentar Brasil na abertura da Copa do Mundo

Podemos surpreender, avisa meia brasileiro da Croácia  | Foto: Hrvoje Polan / AFP / CP Memória

Podemos surpreender, avisa meia brasileiro da Croácia | Foto: Hrvoje Polan / AFP / CP Memória

  • Comentários
  • Lancepress

O sonho de disputar o Mundial demorou dez anos para ser realizado. Quis o destino que a primeira Copa fosse justamente no Brasil, país em que nasceu. O curto enredo da trajetória do agora também croata Eduardo da Silva ainda colocou o Brasil como adversário da estreia no torneio, em São Paulo. O meia contou sobre a preparação da Croácia para o Mundial e disse não temer o Brasil, vitural favorito ao primeiro lugar do Grupo A e da Copa do Mundo. "Se a Croácia entrar bem, pode surpreender na estreia. A pressão do primeiro jogo está mais para o Brasil, que joga em casa, diante da torcida. O Brasil vai sentir mais nervoso", analisou Eduardo Silva.

Mais maduro do que quando deixou o país, aos 16 anos, Eduardo Silva não se intimida com o desafio. Afinal, foram muitos obstáculos superados desde que ele decidiu se naturalizar croata, em 2004. "O primeiro jogo do grupo, por ser contra o Brasil, será especial pelo fato de ter nascido no país. Mas acho que a Croácia tem uma seleção respeitada na Europa. Não sei como somos avaliados aí no Brasil. Temos jogadores que atuam em grandes clubes na Europa, que já possuem experiência em grandes competições", comentou.

Eduardo Silva começou a carreira no Dínamo Zagreb e chamou a atenção do Arsenal no futebol croata. Na Inglaterra, o meia ficou de 2007 a 2010. Dos Gunners, Eduardo seguiu para a Ucrânia, onde joga no Shakhtar Donetsk ao lado de Fernando, Fred, Wellington Nem e Bernard.  

Bookmark and Share