Porto Alegre, sábado, 20 de Dezembro de 2014

  • 30/05/2014
  • 15:04
  • Atualização: 16:10

Abel vê Fluminense em vantagem e quer superação do Inter

Técnico do Inter elege a organização tática como receita para vencer seu ex-clube

Técnico do Inter elege a organização tática como receita para vencer seu ex-clube | Foto: Alexandre Lops / Inter / CP

Técnico do Inter elege a organização tática como receita para vencer seu ex-clube | Foto: Alexandre Lops / Inter / CP

  • Comentários
  • Lancepress

Neste domingo, 18h30min, em Macaé, no Rio de Janeiro, o Inter enfrenta o Fluminense pelo Brasileirão antes da parada para a Copa do Mundo. Abel Braga, técnico campeão da Libertadores e do Mundial com o Inter em 2006 irá reencontrar conhecidos seus, pois comandou o tricolor carioca na campanha vitoriosa do Brasileiro de 2012. Para este duelo, que vale um lugar no alto da tabela, Abel não poupou elogios ao seu ex-time. O técnico colorado diz que o seu time sai em desvantagem no confronto na parte coletiva. Prega superação e muita organização para que o inter consiga fazer um resultado positivo.

Mas Abelão, com cinco desfalques titulares, admite que a parte coletiva do time gaúcho está bastante comprometida, em termos de mecânica.O que coloca o Fluminense na frente na briga pela vitória, segundo o treinador colorado.

"Dá vantagem, claro. É uma equipe na frente com uma qualidade extraordinária. Walter, Conca, Sobis, Chiquinho, aí tem o Kenedy. Futebol é coletivo, isso estando forte, destaca o individual. É o nosso caso, vamos com a capacidade individual pela vontade, não pode dizer que o coletivo está igual se estou sem cinco, é impossível. Temos que estar bem organizados para quebrar isso. Não adianta eu dizer que meu coletivo está forte, se não está. Fizemos um primeiro tempo brilhante com o Cruzeiro. Vai ser outra pedreira. Temos vivido algumas situações de superação", destacou Abel Braga em entrevista coletiva.

Para a partida, o treinador não contará com Gilberto, Aránguiz, Paulão, Alex, Rafael Moura e Otávio. Os cinco primeiros são titulares, os quatro últimos estão lesionados. Diogo, que não treinou hoje, está sendo observado com cuidado pelo departamento médico e comissão técnica. O que daria chance para Cláudio Winck recuperar espaço.

"Tem quatro equipes hoje no Brasil com um coletivo forte, eu acho, né. Cruzeiro, Fluminense, Grêmio e Inter. Mas a nossa continuação foi só até a quarta rodada. Tem que tentar superar o coletivo do Fluminense, que é muito forte. É bem treinado. Temos que tentar superar o coletivo deles com organização, porque não emos um coletivo tão forte como eles",completou o treinador.

O Inter ainda treinará no início da tarde deste sábado antes da viagem para o Rio, em voo fretado. O provável time tem Dida; Diogo (Winck), Ernando, Juan e Fabrício; Willians, Wellington, D'Alessandro, Alan Patrick e Valdívia; Wellington Paulista.

Bookmark and Share