Porto Alegre, segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

  • 31/05/2014
  • 15:57

Filho de Pelé, Edinho é condenado a 33 anos de prisão

Ex-goleiro atua na comissão técnica do Santos

Auxiliar no Santos, Edinho foi condenado pela Justiça | Foto: Ricardo Saibun / Divulgação / Santos / CP

Auxiliar no Santos, Edinho foi condenado pela Justiça | Foto: Ricardo Saibun / Divulgação / Santos / CP

  • Comentários
  • Lancepress

Filho de Pelé e auxiliar da comissão técnica do Santos, Edinho foi condenado a 33 anos de prisão por crime de lavagem de dinheiro, proveniente do tráfico de drogas. A decisão foi tomada pela juíza Suzana Pereira da Silva, auxiliar da 1ª Vara Criminal de Praia Grande, no litoral sul de São Paulo.

A sentença, porém, ainda é passível de recurso. Além do ex-goleiro do Peixe, foram condenados pela mesma prática Clóvis Ribeiro, o Nai; Maurício Louzada Ghelardi, o Soldado; Nicolau Aun Júnior, o Véio; e Ronaldo Duarte Barsotti, o Naldinho.

Segundo a acusação, Naldinho era o líder da organização criminosa, baseada em Santos e com ligação com o Comando Vermelho, facção do Rio de Janeiro. O grupo foi descoberto pelo Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) em operação realizada em 2005.

Quando o esquema foi desvendado, Edinho negou as acusações e declarou ser dependente de drogas. O atual membro da comissão do Peixe foi preso duas vezes, mas conseguiu habeas corpus em 2006 e nunca mais foi detido.


Bookmark and Share


TAGS » Santos