Correio do Povo

Porto Alegre, 25 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
8ºC
Amanhã
17º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Brasileirão

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

31/05/2014 20:53 - Atualizado em 31/05/2014 21:27

Com falha do goleiro, São Paulo vence Atlético-MG no Morumbi

Gol decisivo do Tricolor paulista foi marcado aos 44 minutos do segundo tempo

O torcedor do São Paulo manteve esperanças de vencer a partida contra o Atlético Mineiro, mas após ver o adversário pressionar e empatar, as chances eram pequenas. Ninguém contava com um frango de Giovani, goleiro do Atlético, aos 44 minutos da segunda etapa. Do céu ao chão, o Galo saiu derrotado do Morumbi na tarde deste sábado pelo injusto placar de 2 a 1.

O São Paulo não esperou o cronômetro chegar a cinco minutos para pressionar o Atlético. Com o foco de suas jogadas no lado esquerdo, com Osvaldo, o Tricolor acuava o Galo e mostrava que conseguiria abater seu adversário. Aos dez minutos de partida, a comprovação. Osvaldo, em boa partida novamente, cruzou para Luis Fabiano cabecear com precisão e abrir o placar para o São Paulo.

Com partida inspirada de seu setor ofensivo, o Tricolor conseguiu suportar a pequena pressão do clube mineiro. Marion tentou e parou em defesa de Rogério Ceni. Pierre, cara a cara, perdeu a melhor chance do Atlético e viu Ceni fazer linda defesa. Nem quando o goleiro são-paulino espanou a bola em saída desastrosa, o Galo conseguiu empatar a partida.

Porém, o São Paulo deveria ter aprendido a lição após as chances do Atlético. A partida fraca de Douglas e Pato pelo setor direito do Tricolor facilitou a vida do Galo, que no final do primeiro tempo tinha o domínio da partida, ainda, porém, atrás no placar.

A segunda etapa da partida começou da mesma forma que a primeira terminou, com o Atlético Mineiro pressionando a equipe são paulina. Seguro, o Tricolor aguentou novamente a pressão do Galo e dominou o setor do meio de campo, forçando o adversário a usar seu goleiro para fazer os lançamentos para o ataque.

Quanto mais o Galo crescia, mais o São Paulo o segurava. Com partida segura na defesa, o Tricolor não conseguia evoluir ofensivamente porque Alexandre Pato e Paulo Henrique Ganso não contribuiam em nada. Sem bater suas asas, Pato errou passes e parecia se esconder na marcação. Seu amigo Ganso, que não voa a tempos, mostrou muito sono e pouca vontade de vencer a partida.

Quem realmente mostrou vontade foi o time do Atlético. Como diz o ditado, água mole em pedra dura, tanto bate até que o Galo empata. Após muita pressão, Neto Berola rolou para Guilherme cruzar e encontrar o ex-são paulino Josué, sozinho, balançar as redes.

Vaiado, Alexandre Pato foi substituído de jogo. Em seu lugar, Pabon. Muricy Ramalho não esperava que a sua substitução fosse tão feliz. Aos 44 minutos, o colombiano cobrou falta e contou com um legítimo frango do goleiro atleticano para marcar o gol dar a vitória para o São Paulo.

Com o resultado, o São Paulo ocupa a vice-liderança do Campeonato Brasileiro, com 16 pontos. Já o Galo, com 14 pontos, caiu para a 7ª. O próximo duelo, apenas depois da Copa do Mundo, o Tricolor terá pela frente o Bahia, no dia 16 de julho, no estádio da Fonte Nova. Já o Atlético Mineiro irá encarar a Chapecoense, também no dia 16, na Arena Condá, em Chapecó.

Bookmark and Share


Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.