Correio do Povo

Porto Alegre, 28 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
12ºC
Amanhã
13º 25º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

02/06/2014 12:58 - Atualizado em 02/06/2014 13:17

Sem férias, trio colorado realiza fisioterapia no Inter

Paulão, Alex e Otávio buscam recuperação de lesões sofridas no Brasileirão

Paulão sofreu lesão muscular e ainda se recupera no Inter<br /><b>Crédito: </b> Alexandre Lops / Inter / Divulgação CP
Paulão sofreu lesão muscular e ainda se recupera no Inter
Crédito: Alexandre Lops / Inter / Divulgação CP
Paulão sofreu lesão muscular e ainda se recupera no Inter
Crédito: Alexandre Lops / Inter / Divulgação CP

Com o término da nona rodada, o Campeonato Brasileiro realiza uma pausa para a Copa do Mundo. Todos os 20 clubes liberaram jogadores para férias temporárias até o começo da intertemporada. No caso do Inter, o grupo foi dispensado nesse domingo, mas a folga não será aproveitada por quatro jogadores colorados: Paulão, João Afonso, Alex e Otávio. Desses atletas, três ficarão na fisioterapia, segundo o preparador físico Élio Carravetta. "Atualmente, o João Afonso está na fase de retreinamento, que antecede a liberação para os trabalhos normais com o grupo. Os outros três seguem na fisioterapia até chegar a esta etapa", disse nesta segunda-feira em entrevista à Rádio Guaíba.

O zagueiro Paulão e o meia Alex ainda se recuperam de lesões musculares, sofridas em jogos do Brasileirão. O atacante Otávio passou por uma cirurgia na mão e deve permanecer em recuperação durante a intertemporada.

Carravetta deixou claro que as férias temporárias não significam que o jogador irá abandonar por completo as responsabilidades com o clube. "A primeira coisa que todos devem fazer é descansar. O repouso absoluto é extremamente necessário, ainda mais nesta fase da temporada. Independente disso, nós ficamos à disposição para aqueles atletas que desejam realizar uma espécie de treinamento. Hoje, todos têm consciência profissional e não querem perder a condição mínima para treinos", declarou.

Segundo Carravetta, a competição interna move os jogadores dentro do grupo. "É uma luta permanente pela titularidade. Quando o jogador inicia a pré-temporada, ele busca uma promoção dentro do plantel. Os jogadores que ficam na reservam procuram aumentar o nível de competitividade dentro do plantel", explicou. 

Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.