Porto Alegre, domingo, 23 de Novembro de 2014

  • 02/06/2014
  • 20:01
  • Atualização: 15:51

A dez dias da Copa, RS arrecada 66% do valor das estruturas temporárias

Nomes das empresas que estão negociando o valor restante estão sendo mantidos em sigilo

Inter e Estado arrecadaram R$ 16,5 milhões para estruturas temporárias da Copa | Foto: Paulo Nunes / CP Memória

Inter e Estado arrecadaram R$ 16,5 milhões para estruturas temporárias da Copa | Foto: Paulo Nunes / CP Memória

  • Comentários
  • Lucas Rivas / Rádio Guaíba

O Inter e o governo do Estado do Rio Grande do Sul arrecadaram até essa segunda-feira R$ 16,5 milhões dos R$ 25 milhões necessários para as estruturas temporárias que serão construídas no estádio Beira-Rio para a Copa do Mundo. Até o momento, Vonpar, Gerdau, Ipiranga, Zaffari, Net e Paquetá aceitaram participar do projeto em troca de renúncia fiscal.

O nome das outras empresas que estão negociando os R$ 8,5 milhões restantes são mantidos em sigilo pelo Inter e pelo governo do Estado. Eles só serão revelados após a assinatura de contrato.

No final de março, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou um projeto de lei que concede incentivos fiscais para empresas que quiserem financiar as estruturas que serão desmontadas após o final da competição. Outros R$ 5 milhões serão investidos pelos governos do Estado e de Porto Alegre em equipamentos que serão utilizados após o Mundial.

Na última semana, o secretário-geral da Fifa, Jerôme Valcke, admitiu que a Fifa teve culpa nos atrasos das estruturas temporárias. Valcke revelou que não ficou claro no início do processo de quem era a responsabilidade por pagar pelas instalações temporárias nos estádios privados, como era o caso do Beira-Rio.

Bookmark and Share