Porto Alegre, sábado, 20 de Dezembro de 2014

  • 06/06/2014
  • 19:12
  • Atualização: 19:14

PF intima colorados a divulgarem lista torcedores argentinos que podem se hospedar no RS

Gaúchos poderão ser presos caso algum barrabrava esteja na relação

  • Comentários
  • Lucas Rivas/Rádio Guaíba

A Polícia Federal (PF) intimou nesta sexta-feira dois torcedores do Inter a apresentarem os nomes dos torcedores argentinos que poderão ser hospedados no Estado durante a Copa do Mundo. Os colorados devem divulgar a lista até quarta-feira com as identidades e o endereço onde eles serão instalados.

Caso algum argentino esteja na lista de barrabravas processados pela Justiça, os colorados poderão ser punidos com um período de um a três anos de detenção. O superintendente da PF no Estado, delegado Sandro Caron, alertou ainda que caso algum nome seja omitido da lista, os gaúchos podem pagar multa de R$ 800 por nome. A PF esclarece, também, que se algum torcedor argentino processado por histórico de brigas envolvendo o futebol for abordado no Estado, ele pode ser deportado imediatamente ou preso até a deportação.

As autoridades brasileiras já elencaram mais de 1,5 mil torcedores argentinos que podem ser impedidos de ingressar no Brasil por conter histórico de violência. O levantamento teve início pela PF gaúcha. Para tentar impedir a chegada dos estrangeiros ao Rio Grande do Sul, a PF promete quadruplicar os processos de imigração pela unidade de Uruguaiana. Além das Fronteiras, a Polícia Federal também vai monitorar a chegada de voos fretados que podem pousar no Aeroporto Salgado Filho, no dia do jogo.

Em entrevista coletiva, o superintendente Caron também revelou que os órgãos de segurança vão monitorar, da mesma forma, torcedores de outros países com histórico de brigas em estádios, como ingleses, holandeses e russos, por exemplo. Pelo menos 80% do efetivo da PF gaúcha vai trabalhar em atividades ligadas à Copa do Mundo. Para reforçar o contingente, agentes federais de Santa Catarina, Paraná e Distrito Federal também vão desembarcar no Rio Grande do Sul, a maioria do estado vizinho.

Além disso, quatro policiais virão dos países que jogarão o Mundial na Capital para auxiliar a PF gaúcha e dar suporte aos torcedores estrangeiros, durante as partidas e nas Fan Fests.

Mesmo que as atenções estejam redobradas para circulação dos barrabravas, a PF gaúcha deixou claro que o principal objetivo da corporação é garantir a segurança das autoridades internacionais, das delegações estrangeiras de futebol e dos dirigentes da Fifa.

A seleção da Argentina vai enfrentar a Nigéria, em Porto Alegre, em 25 de junho, no estádio Beira-Rio.

Bookmark and Share