Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 11/06/2014
  • 08:15

Reforma estatutária deve ser efetivada somente em agosto

Conselho Deliberativo do Inter aprovou mudança que ainda passará pelo crivo dos associados

  • Comentários
  • Correio do Povo

Reunido na noite dessa segunda-feira, o Conselho Deliberativo (CD) do Inter deu um passo a mais em direção a uma mudança nas regras da próxima eleição para presidente. O CD, por 134 votos a favor e 24 contra, aprovou a proposta que reforma o estatuto e praticamente impede a eleição sem a participação dos sócios. A corrida contra o tempo, porém, segue. Consultada, a comissão que regulará o próximo pleito confirmou que todo o trâmite deve estar concluído no máximo até início de agosto.

Pelas novas regras - que precisam ser submetidas à aprovação de uma assembleia de associados, ainda sem data certa para ser realizada, provavelmente até fins de julho - a escolha do presidente não seguirá para segundo turno somente se um dos candidatos obtiver 85% dos votos no CD.

"O novo estatuto aperfeiçoa a eleição e praticamente garante eleição direta no segundo turno", garante o presidente do Conselho, Ibsen Pinheiro. Mas a reunião de segunda não foi livre de discussão. Alguns conselheiros reclamaram da condução do processo, já que as 92 emendas ao texto apresentadas não foram analisadas. Por isso, a reforma do estatuto - que sequer entrou em vigor - deve ocorrer dentro de um ano.

Bookmark and Share


TAGS » Futebol, Inter, Esporte