Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

  • 13/06/2014
  • 22:51
  • Atualização: 23:26

Agentes argentinos irão participar de segurança em jogo no Maracanã

Argentina e Bósnia se enfrentam no próximo domingo, no estádio do Rio

  • Comentários
  • Agência Brasil

O esquema de segurança para o Estádio do Maracanã no domingo, quando Argentina e Bósnia estreiam na Copa do Mundo, contará com 3.750 agentes, entre policiais militares, civis, federais, guardas municipais, bombeiros e Força Nacional. O esquema  foi apresentado nesta sexta-feira, em coletiva de imprensa no Centro Integrado de Comando e Controle.

Uma novidade, anunciada pelo delegado de Polícia Federal Álex Bersan, coordenador regional adjunto de Segurança para Grandes Eventos, é a participação de policiais estrangeiros no evento. “Para domingo temos a confirmação da vinda de policiais argentinos, que vão ser acompanhados por policiais federais desde a chegada no aeroporto. Policiais bósnios a princípio não vêm para o Rio de Janeiro, mas eles compõem o Centro de Cooperação de Polícia Internacional em Brasília para eventual troca de informações sobre torcedores que tenham problemas ou que possam vir a causar problemas”, acrescentou.

No domingo, quatro policias argentinos, fardados, estarão na região do Maracanã, além de três em Brasília. Também já confirmaram a vinda para o Rio agentes do Chile e da França, além de representantes da Interpol e das Nações Unidas. Uma vistoria será feita em todo o estádio neste sábado pela Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear do Exército. A Polícia Militar (PM) vai colocar 2.550 agentes no entorno do estádio e 360 na parte interna, além de 60 viaturas posicionadas em locais de visibilidade, com intensificação da presença oito horas antes do jogo, marcado para as 19h. Um dos principais focos da atuação da PM será nas estações de metrô, com reforço da Força Nacional

.A Guarda Municipal vai atuar com 341 agentes e 29 viaturas, com início da operação às 13h para ordenamento urbano e controle do trânsito. A atuação conjunta da Secretaria de Ordem Pública vai coibir aglomerações, violência, vandalismo, propaganda e estacionamento irregulares, flanelinhas e cambistas, além de fiscalizar a proibição de venda e consumo de bebida alcoólica no entorno do estádio. Ação que contará com guardas bilíngues para orientação do público.

De acordo com o coronel Wanius de Amorim, superintendente para Grandes Eventos da Secretaria de Estado de Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros fez exercício simulado de evacuação no sábado passado, inclusive com atendimento médico no campo e retirada de paciente com helicóptero. “Nós articulamos os protocolos dos bombeiros com os brigadistas e fizemos testes de emergência médica. O Estádio do Maracanã está aprovado integralmente para a Copa do Mundo, inclusive as vilas de hospitalidade colocadas para os jogos. Hoje, posso afirmar que o Estádio do Maracanã e seu entorno é uma das áreas mais seguras do mundo”, concluiu.


Bookmark and Share