Porto Alegre, sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

  • 14/06/2014
  • 09:29
  • Atualização: 10:02

Celeste entra na disputa com Cavani, Forlán e Lugano

Uruguai encara Costa Rica às 16h na Arena Castelão

Costa Rica consegue virada surpreendente | Foto: Gabriel Buoys / AFP / CP

Costa Rica consegue virada surpreendente | Foto: Gabriel Buoys / AFP / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A surpreendente campanha dos uruguaios na última Copa do Mundo, quando chegaram à semifinal, não arrefeceu as pretensões da Celeste para 2014. Pelo contrário. Tão perto de casa, empurrado pelo calor da própria torcida - além de contar com o reforço dos locais -, o Uruguai quer mais uma vez fazer uma grande campanha, agora no Brasil. Os jogadores são mais comedidos em suas projeções, mas os torcedores chegam a falar até em título.

O primeiro compromisso dos uruguaios na Copa ocorre neste sábado, às 16h, diante da Costa Rica, em Fortaleza. Ambos estão no Grupo D, considerado um dos mais complicados do Mundial. Até por isso, o Uruguai entra em campo com a obrigação de conquistar uma vitória para somar os primeiros pontos no torneio. 

"Vivemos a experiência da África do Sul e todo o clima alcançado em nível internacional. Temos a capacidade para chegar longe, mas vamos enfrentar rivais difíceis. Temos potencial, mas não somos favoritos. Este jogo é importante, e o resultado pode tirar um peso das costas. Vamos fazer as coisas bem para o resultado nos acompanhar", afirma o goleiro Muslera.

O goleiro também elogiou o companheiro de posição, o costa-riquenho Keylor Navas - eleito o melhor goleiro do Campeonato Espanhol na temporada 2013/2014: "Ele é um grande goleiro. Só espero que no confronto de amanhã (hoje) ele não se saia tão bem assim", finaliza.

Ataque definido com Cavani e Forlán


Sem contar com seu principal jogador, Luis Suárez, que ainda se recupera de uma cirurgia nos meniscos, a seleção comandada por Oscar Tabárez precisa dos três pontos em jogo contra a Costa Rica. "Acreditamos que encontraremos um rival muito difícil e o enfrentamos em uma partida que pode ser crucial. Você não termina nada na primeira rodada, mas conseguir pontos seria muito importante. Não conseguir, por outro lado, aumentaria a pressão sobre o time", disse Tabárez durante a semana.

O treinador, que ainda não confirmou a equipe titular para enfrentar a Costa Rica, tem uma dúvida entre Gastón Ramírez e Christian Stuani no meio-campo.

O ataque, por outro lado, está certo. E será formado por Edinson Cavani, astro do Paris Saint-Germain, e por Diego Forlán, de 35 anos, considerado o melhor jogador da Copa do Mundo da África do Sul em 2010. O ex-jogador colorado é o único remanescente do elenco uruguaio que disputou a Copa da Coreia do Sul e Japão em 2002 e disputará o seu terceiro Mundial.

Grupo D:



Costa Rica:
K. Navas, Gamboa, González, Umaña, Duarte, Junior Díaz, Cubero, Tejeda, Ruiz, J. Campbell, Marco Ureña. Técnico:
J. L. Pinto.

Uruguai:
Muslera, Maxi Pereira, Lugano, Godín, Cáceres, Stuani, Gargano, Arévalo Ríos, Rodríguez, Forlán, Cavani. Técnico:
O. Tabárez.

Árbitro: Felix Brych (ALE).

Local: estádio Castelão.

Início: 16h.


Bookmark and Share