Porto Alegre, domingo, 23 de Novembro de 2014

  • 15/06/2014
  • 20:51
  • Atualização: 14:46

Com atuação fraca, Argentina vence Bósnia por 2 a 1

Messi quebrou jejum de gols em Copas com golaço no Maracanã

Messi marcou o segundo gol argentino | Foto: Juan Mabromata / AFP / CP

Messi marcou o segundo gol argentino | Foto: Juan Mabromata / AFP / CP

  • Comentários
  • Cristiano Munari / Correio do Povo

A Argentina estreou com vitória na Copa do Mundo. Mesmo sem apresentar uma atuação de encher os olhos - principalmente no primeiro tempo quando ficou devendo bastante - o time comandado por Alejandro Sabella venceu a Bósnia por 2 a 1 no Maracanã. Kolasinac, contra, e Messi, com um golaço, marcaram para a Argentina. Ibesevic anotou para a Bósnia já nos minutos finais.

A seleção argentina volta a campo no próximo sábado, às 13h, quando enfrenta o Irã no Mineirão. No mesmo dia, mas às 19h, a Bósnia encara a Nigéria na Arena Pantanal.

O jogo

Argentina joga pouco, mas sai na frente em gol contra de zagueiro bósnio

Mal a bola rolou no Maracanã e a argentina já marcou seu gol. Aos 3 minutos, Aguero foi derrubado no lado esquerdo do ataque. Na cobrança cruzada de Messi, a bola bateu no zagueiro Kolasinac e morreu no fundo das redes, 1 a 0. O gol cedo, no entanto, não significou um bom primeiro tempo, pelo contrário.

Com a vantagem, a Argentina abusou dos toques para o lado e não criou nenhuma situação de gol para ampliar. O esquema de Alejandro Sabella com cinco jogadores na linha defensiva esvaziou o meio-campo e Messi e Aguero pouco tocaram na bola. Vendo a dificuldade rival, Bósnia saiu para o jogo.

Montada no 4-3-2-1 com apenas Dzeko na frente, os Bósnios eram perigosos, principalmente com o meia Lulic. Aos 12 minutos, o lançamento longo encontrou a defesa argentina mal posicionada e, quando Lulic ia finalizar, o goleiro Romero saiu de forma arrojada e salvou a argentina. O zagueiro Fernandez ainda completou afastando o perigo da área argentina.

Já nos minutos finais do primeiro tempo, novamente Romero salvou. Após escanteio batido por Pjanic, Lulic cabeceou no primeiro pau e o goleiro pulou no canto esquerdo para fazer uma linda defesa e garantir a vantagem argentina na etapa inicial.

Sabella muda, Argentina cresce e Messi faz golaço no Maracanã

Mesmo na frente no marcador, o técnico argentino Alejandro Sabella mostrou insatisfação com a atuação no primeiro tempo e fez mudanças ofensivas na volta para a etapa final. Saíram Maxi Rodríguez e Campagnaro para as entradas de Gago e Higuaín. Desta forma, o time voltou para o 4-3-3 utilizado em grande parte da campanha nas eliminatórias.

As mudanças deixaram a Argentina com mais força ofensiva, mas também mais exposta na defesa. Enquando as trocas de passes entre Messi, Di Maria, Aguero e Higuaín começavam a aparecer, a Bósnia também achava  espaços, principalmente em jogadas de Pjanic e Misimovic. Aos 12, o cruzamento fechado de Misimovic obrigou Federico Fernandez e tirar de cabeça dentro da pequena área quando o goleiro Romero já havia saído. Por pouco o zagueiro argentino não marcou contra.

A decisão de Alejandro Sabella de apostar na qualidade de seu setor ofensivo deu resultado aos 20 minutos. Messi, tão criticado por não ter marcado na Copa de 2010, marcou o seu. E foi um golaço, ao estilo de seus tentos no Barcelona. Ele arrancou em diagonal, saiu da marcação e bateu no canto, sem chances para Begovic, para ampliar a vantagem argentina, 2 a 0.

Com o segundo gol da Argentina, o técnico bósnio Safet Susi resolveu mexer no time. Em menos de 5 minutos fez três alterações: entraram Medunjani, Ibesevic e Visca nas vagas de Mujdza, Misimovic e Halrovic.

As mudanças, no entanto, não melhoram o rendimento da Bósnia. Com 2 a 0, a Argentina tinha a posse de bola e o domínio da partida. Aguero e Higuaín, aos 30 e 31, respectivamente, tiveram as melhores chances argentinas, mas finalizaram para fora.

Já nos minutos finais, a defesa argentina foi envolvida em um lance rápido e Ibesevic bateu na saída de Romero para diminuir o placar e botar fogo na partida. Sabella ainda fechou o time com o volante Biglia no lugar do atacante Aguero. E terminou assim: Argentina 2 x 1 Bósnia.

Copa do Mundo – Fase de grupos

Argentina - 2

Romero, Zabaleta, Campagnaro, Garay, Fernandez, Rojo; Mascherano, Maxi Rodriguez, Dí Maria; Aguero (Biglia) e Messi. Técnico: Alejandro Sabella

Bósnia Herzegovina - 1

Begovic; Bicakcic, Spahic, Besic, Mujdza (Ibesevic), Kolasinac; Pjanic, Misimovic (Medunjanin), Lulic, Hajrovic (Visca); Dzeko. Técnico: Safet Susic

Gols: Kolasinac contra (3min/1ºT), Messi (20min/2°T); Ibesevic (39min/2ºT)
Cartões amarelos: Rojo (ARG); Spahic (BÓS)

Árbitro:Joel Aguilar (ELS)
Local: Maracanã

Bookmark and Share