Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 16/06/2014
  • 09:36
  • Atualização: 15:25

Nigéria enfrenta o Irã em Curitiba

Partida completa a primeira rodada do grupo da Argentina

Primeiro tempo de Irã x Nigéria sem registro de gol  | Foto: Jewel Samad / AFP / CP

Primeiro tempo de Irã x Nigéria sem registro de gol | Foto: Jewel Samad / AFP / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo e Lancepress

Na teoria, a Nigéria tem o jogo mais fácil do dia. Os campeões africanos de 2013 estreiam contra o Irã, às 16h, na Arena da Baixada, no complemento da primeira rodada do Grupo F, o da Argentina. O atacante nigeriano Victor Moses, jogador do Liverpool, sabe da importância de vencer o primeiro jogo, segundo o atacante, o resultado do primeiro jogo pode determinar como será a caminhada da equipe durante a competição.

Fica a obrigação de começar com um bom resultado. Além disso, há dúvidas sobre a real capacidade do time liderado pelo volante e capitão Obi Mikel. Apesar da grande jornada no torneio continental, a Nigéria não foi bem na Copa das Confederações no Brasil (acabou eliminada na primeira fase) nem nos amistosos preparatórios para o Mundial. Para completar, não conhecem o rival de hoje. “Eles têm um bom treinador e também jogadores de qualidade. Não sabemos muito do Irã, mas veremos na hora”, admitiu o técnico Stephen “Big Boss” Keshi.

Tudo pode acontecer, é nessa máxima do futebol que o capitão nigeriano Obi Mikel está se apegando para obter a classficação para a segunda fase da Copa do Mundo. Após a goleada da Holanda por 5 a 1 contra a Espanha, o jogador reforçou essa ideia e disse que quem errar menos irá conseguir avançar.

“ Estamos nos preparando bem, fazendo o que está ao nosso alcance. Eu acho que nesse campeonato, qualquer coisa será possível. A gente teve o resultado da Holanda sobre a Espanha. Qualquer coisa é possível. Eu espero que a gente possa ir mais longe dessa vez” analisou o volante do Chelsea.

A Nigéria está no Grupo F, ao lado de Irã, Argentina e Bósnia. Mesmo com o favoritismo da Argentina, o volante afirmou que a seleção africana não veio ao Brasil somente para passear.

“Eu quero ter certeza que a gente conquiste algo vindo aqui. Eu não quero que a gente seja só um número. Quero que a gente faça as coisas bem. A semana tem sido boa, nós treinamos bem. Fizemos uma boa preparação. Agora é hora de ir para os jogos e tomara que a gente consiga os resultados” finalizou Mikel.

Por sua vez, os desconhecidos iranianos já realizam uma proeza ao simplesmente chegar à Copa. O técnico português Carlos Queiroz precisou lutar muito para conseguir concentrar a equipe na África do Sul e depois na Áustria. “Não tenho dúvidas sobre meus jogadores. Estão prontos e dispostos a dar 100%”, afirmou o treinador.

Grupo F

Irã
Davari, Heydari, Montazeri, Hosseini, Beitashour, Shojaei, Nekounam, Teymourian, Dejagah, Pooladi, Ghoochannejad. Técnico: Carlos Queiroz.

Nigéria
Enyeam, Ambrose, Oshaniwa, Oboabona, Yobo, Onazi, Azeez, Mikel, Moses, Ameobi, Odemwigie. Ténico: Stephen Keshi.

Árbitro: Calos Vera (Equador)

Local: Arena da Baixada (Curitiba)

Início: 16h


Bookmark and Share