Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

  • 18/06/2014
  • 19:51
  • Atualização: 19:53

Gerrard chama amigo Suárez de gênio e não encara confronto como final

Capitão da Inglaterra exaltou companheiro de Liverpool, mas não quis supervalorizar duelo

Capitão da Inglaterra exaltou companheiro de Liverpool, mas não quis supervalorizar duelo | Foto: Daniel Garcia / AFP / CP

Capitão da Inglaterra exaltou companheiro de Liverpool, mas não quis supervalorizar duelo | Foto: Daniel Garcia / AFP / CP

  • Comentários
  • Lancepress

Inglaterra e Uruguai fazem nesta quinta-feira, às 16h, na Arena Corinthians um dos jogos mais importantes da Copa do Mundo do Brasil. Além de ser decisiva para o futuro de duas campeãs mundiais no torneio, a partida reunirá grandes duelos particulares. Gerrard contra Luis Suárez, por exemplo.

Eles são companheiros de Liverpool e mantêm admiração recíproca. O inglês, capitão tanto no clube quanto na seleção, fez nesta quarta elogios pomposos à principal arma uruguaia. Gerrard sabe o que Suárez pode oferecer como adversário.

“Luis Suárez é um gênio, um excelente jogador e será realmente excelente para o Uruguai tê-lo de volta. Mas são 11 jogadores, uma equipe muito forte. Temos um grande respeito pela equipe e pelo Suárez como indivíduo, mas vamos prestar muita atenção nessa equipe”, afirmou o camisa 4 do English Team, sobre o retorno do atacante uruguaio, que foi poupado na estreia contra Costa Rica.

Gerrard declarou algumas vezes que Suárez foi o melhor jogador com quem ele já atuou. No entanto, apesar da admiração, ele deixou claro que não haverá contato entre eles antes da partida desta quinta.

“Eu não vou conversar com o Suárez duas horas antes do jogo, não seria profissional e nem respeitoso para minha equipe. Somos bons amigos, tivemos algumas conversas, mas não haverá nenhuma comunicação entre nós dois amanhã”, declarou.

Com personalidade e experiência de quem disputou e perdeu as três últimas Copas, o astro inglês disse que não encara o duelo contra a Celeste como uma final, apesar da possibilidade um tropeço praticamente decretar o fim da linha para sua seleção.

“Não é uma final. Acredito que alguns dos jogadores uruguaios e o técnico vão encarar como uma final, dando essa mesma importância, mas não é uma final. É claro que é um jogo muito importante, mas essencial nele é quem definir o melhor. São duas equipes excelentes e estamos confiantes de que vamos conseguir o resultado”, declarou Steve Gerrard.

Bookmark and Share