Porto Alegre, quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

  • 20/06/2014
  • 15:42
  • Atualização: 15:47

Treinador da Argentina pede humildade e concentração contra o Irã

Alejandro Sabella pregou respeito à seleção iraniana

Sabella pede atenção com Irã | Foto: Behrouz Mehri / AFP / CP

Sabella pede atenção com Irã | Foto: Behrouz Mehri / AFP / CP

  • Comentários
  • Lancepress

Humildade, respeito e concentração durante todo o jogo. É com essas virtudes que Alejandro Sabella acredita que será possível ver a Argentina ganhar sem dificuldades do Irã, neste sábado, às 13h, no Mineirão. Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, que ficou marcada por inúmeros questionamentos sobre o pitaco tático de Messi, o comandante da seleção azul e branca foi questionado por um jornalista do país asiático do seguinte: “Você acha mesmo possível que o Irã consiga vencer seu time?”. E recebeu a seguinte resposta:

“São 90 minutos de futebol, que é o esporte mais imprevisível que tem. Qualquer um pode ganhar. Temos que jogar, mostrar nossas forças e a capacidade de ganhar. Pensar que já ganhamos seria o maior dos pecados que poderemos cometer”, afirmou.

“Temos que manter a concentração, a humildade do minuto zero ao 90. Não é um rival fraco, é uma partida de Copa do Mundo e não podemos subestimar ninguém. Não é discurso, é atitude na vida, como acho que tem que ser um time de futebol. Temos que jogar 100% o tempo inteiro”, completou.

Sabella repetiu um discurso de Lionel Messi quanto ao favoritismo e coragem diante de equipes mais fracas. O camisa 10, com toda confiança do mundo, disse no começo da semana a frase “'somos a Argentina e não devemos pensar no adversário”. Nesta sexta , Sabella falou algo parecido: “A expectativa de sempre é fazer uma boa partida e conseguir a vitória que nos levará para as oitavas de final. Todos sempre pensam em ganhar, ainda mais sendo a Argentina”, lembrou.

- É difícil prever a partida. Creio que o Irã tem uma equipe muito forte fisicamente e mentalmente. Obviamente, com diferença de qualidade, mas que vem com a cultura de um país passado por guerras, forte e que não vão dar espaços para os jogadores da Argentina. Vão apostar na bola parada, no contragolpe. É isso que posso imaginar”, completou.

Argentina e Irã se enfrentam neste sábado, às 13h, no Mineirão. Uma vitória classifica os argentinos para as oitavas de final.

Bookmark and Share