Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 21/06/2014
  • 19:44
  • Atualização: 19:50

Argélia deve adotar postura ofensiva no Beira-Rio

Ansiando vitória em Copa há 32 anos, africanos encaram Coreia do Sul no Beira-Rio

Na bronca com grupo, técnico quer Argélia no ataque contra a Coreia | Foto: Jung Yeon Je / AFP / CP

Na bronca com grupo, técnico quer Argélia no ataque contra a Coreia | Foto: Jung Yeon Je / AFP / CP

  • Comentários
  • Tiago Medina / Correio do Povo

A derrota de virada para a Bélgica na primeira rodada ainda não foi bem digerida pelos argelinos. Tanto que o técnico Vahid Halilhodzic repetiu diversas vezes ao longo da entrevista coletiva que sua equipe precisa ter mais atenção na partida contra a Coreia do Sul, neste domingo, no estádio Beira-Rio, e não ficar apenas na defesa, focando no ataque.

• Coreia do Sul fecha treino antes de enfrentar Argélia

Contra a Bélgica, a Argélia surpreendeu e saiu na frente no primeiro tempo, mas levou a virada com dois gols nos últimos 20 minutos. Para o treinador, a seleção preocupou-se mais em defender diante dos europeus. “Ficamos muito atrás. Pagamos caro pelos nossos erros, em especial no segundo gol. Esta é a lição que deve ser aprendida. É uma equipe jovem”, comentou.

Caso vença, a Argélia – que está em sua quarta Copa do Mundo – voltará a vencer depois de 32 anos. “Será um grande feito e este grande feito será seguido e coragem e determinação. Acima de tudo com disciplina”, projetou Halilhodzic.

Para o jogo, o técnico deve promover mudanças com relação à equipe da estreia. No entanto, as mudanças serão escondidas – mais cedo, os jogadores treinaram com portões fechados no Beira-Rio. Diante de um adversário que qualificou como “rápido e explosivo”, há uma nova estratégia, conforme o técnico. E ela será ofensiva.

Bookmark and Share