Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

  • 23/06/2014
  • 16:34
  • Atualização: 16:37

Prontuários de Michael Schumacher foram roubados de hospital, diz jornal

Porta-voz do heptacampeão mundial de Fórmula 1 disse que irá processar qualquer vazamento

  • Comentários
  • Lancepress

Segundo o jornal britânico "The Daily Mail" os prontuários médicos de Schumacher foram roubados. A reportagem não deixa claro de onde os documentos sumiram, se do hospital de Grenóble, onde Schumacher passou quase 170 dias internado, ou na Suíça, onde o heptacampeão mundial de Fórmula 1 deu entrada para reabilitação.

A porta-voz do ex-piloto, Sabine Kehm, afirmou que irá processar qualquer tipo de vazamento dessas informações, enquanto já se lê que o "ladrão" dos documentos prepara um dossiê para vender essas informações.

"Há alguns dias, documentos e informações roubadas estão sendo oferecidos à venda. O vendedor afirma que eles se tratam de prontuários de Michael Schumacher. Não podemos julgar se esses documentos são verdadeiros, mas eles foram claramente roubados. O roubo foi documentado. As autoridades estão envolvidas", comentou Sabine.

Após a transferência de Schumacher, Sabine afirmou que a recuperação do ex-piloto aconteceria longe dos olhos da mídia, mas as informações já começaram a vazar, como o nome do hospital em que ele deu entrada e a ambulância que o transferiu.

"Nós expressamente avisamos que a compra ou publicação desses documentos é proibido. O conteúdo de qualquer prontuário médico é privado e confidencial e não deve ser trazido à público. Nós iremos, portanto, em cada caso, processar criminalmente e cobrar os danos de cada publicação ou referência à esse conteúdo", completou Sabine.

Bookmark and Share