Porto Alegre, sábado, 20 de Dezembro de 2014

  • 23/06/2014
  • 18:47
  • Atualização: 11:26

Líder da Guarda Popular do Inter vai dar abrigo a cerca de 30 torcedores argentinos no RS

Policia Federal confirma que nenhum dos visitantes é barra brava

  • Comentários
  • Lucas Rivas / Rádio Guaíba

O líder da torcida Guarda Popular, do Inter, Gilberto Bittencourt Viegas, de 28 anos, conhecido como Giba, deve abrigar cerca de 30 torcedores argentinos durante a semana em função da partida entre Argentina e Nigéria, às 13h, na quarta-feira, no Estádio Beira-Rio.

A Polícia Federal (PF) recebeu uma lista com as identidades dos argentinos, porém, não revelou o número total de hermanos incluídos na relação. A PF garante que nenhum dos argentinos é considerado barra brava, grupo com histórico de violência em estádios de futebol.

Conforme o colorado Giba, a cada nova confirmação de visitante, a PF é comunicada. Os argentinos ficarão hospedados em Sapucaia do Sul e outras cidades da região Metropolitana. A maioria dos torcedores é ligada ao Independiente, de Avellaneda, e ao All Boys, de Buenos Aires.

O líder da Guarda Popular ressaltou, porém, que outros torcedores podem dar abrigos a argentinos. Viegas garante que os hospedados por ele não se envolverão em confusão e ainda terão um esquema especial de deslocamento até o jogo.

Por determinação da Justiça, Giba está proibido de comparecer às partidas da Copa do Mundo no Beira-Rio e a qualquer um dos jogos da Argentina. Ele deve se apresentar à Delegacia de Polícia de Sapucaia do Sul uma hora antes do início de cada partida e permanecer por mais uma hora, a partir do término.

A Seleção da Argentina enfrenta a Nigéria no Beira-Rio. O governo do Estado estima que até 80 mil hermanos virão para a partida. A PF já informou que 20 mil argentinos ingressaram no Rio Grande do Sul desde o inicio do mês.

Bookmark and Share