Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

  • 24/06/2014
  • 07:44
  • Atualização: 08:20

Grécia e Costa do Marfim jogam por vaga inédita nas oitavas

Partida do Grupo C será às 17h, no Castelão, em Fortaleza

Partida do Grupo C será às 17h, no Castelão, em Fortaleza | Foto: Issouf Sanogo / AFP / CP

Partida do Grupo C será às 17h, no Castelão, em Fortaleza | Foto: Issouf Sanogo / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

Grécia e Costa do Marfim se enfrentam nesta terça-feira, às 17h , no Castelão, em Fortaleza. Além de precisar vencer os africanos, os gregos têm que torcer por uma vitória da Colômbia, que enfrenta o Japão. Nos dois jogos válidos pelo Grupo C, a equipe da grécia perdeu para a Colômbia por 3 a 0 e ficou no empate sem gols diante dos japoneses.

Mesmo com duas derrotas até agora a confiança do time grego na classificação para as oitavas de final da Copa segue inabalável. Em todas as coletivas de imprensa, os jogadores helênicos mostram que seguem focados no último jogo contra a Costa do Marfim. As duas equipes que têm pouca tradição em Mundiais, nunca passaram da primeira fase.

Pelo retrospecto da seleção da Grécia nesta edição do Mundial, o time não tem bons motivos para estar otimista. Ainda não venceu e sequer marcou gols. O time comandado pelo português Fernando Santos mostra entusiasmo quando chegam os jogos decisivos. Na Eurocopa de 2012 a seleção grega também precisava de uma vitória na última rodada da fase de grupos, e poucos acreditavam na classificação para as quartas de final. Porém o surpreendente triunfo diante da Rússia carimbou a vaga e levou a equipe até a final.

"A Grécia é feita para os grandes jogos. Acredito muito no poder de decisão do nosso time. É uma equipe segura e tenho muito orgulho de fazer parte dela. Estou ansioso com a possibilidade de fazer história contra a Costa do Marfim". Afirmou o volante Andreas Samaris. "Nossa única vitória até aqui em Copas do Mundo foi contra a Nigéria, uma seleção africana e que tem características parecidas com a Costa do Marfim. Talvez, isso nos ajude a ler melhor o jogo deles", explicou o jogador.

Karagounis, a referência

Ao longo de sua história na seleção da Grécia, Karagounis esteve sempre presente nos grandes momentos da seleção, como o título da Euro 2004 em Portugal, sobre o time da casa então comandado por Felipão. Também estava em campo em 2010, na África do Sul, contra a Nigéria, quando os gregos conseguiram a primeira vitória e o primeiro gol no torneio de seleções da Fifa.

Porém nesse Mundial, ele ainda não entrou como titular mesmo sendo um dos jogadores mais experientes na Copa do Mundo. Aos 37 anos, ele faz parte de uma geração histórica no futebol grego. Depois de passar por clubes como Panathinaikos (GRE), Internazionale (ITA) e Benfica (POR), o veterano jogou a última temporada pelo Fulham (ING).

"Nosso grande objetivo neste Mundial é passar de fase, algo que nunca conseguimos. Ficarei feliz de fazer deste grande feito para o nosso país", disse Karagounis ao chegar no Brasil.

Grupo C

Grécia
Karnezis; Torosidis, Manolas, Socratis, Holebas; Maniatis, Kone, Ioanis, Mitroglou, Karagounis e Samaras. Técnico: Fernando Manuel Costa Santos.

Costa do Marfim
Barry; Eboué, Kolo Touré, Sol Bamba e Tiené; Zokora, Romaric e Yaya Touré; Gervinho, Drogba e Kalou. Técnico: Sabri Lamouchi.

Árbitro: Carlos Vera (EQU). Auxiliares: Christian Lescano (EQU) e Byron Romero (EQU).

Hora: 17h.

Local: Castelão, em Fortaleza.

Bookmark and Share