Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 25/06/2014
  • 20:01
  • Atualização: 20:07

Polícia de Porto Alegre barra 1,6 mil argentinos sem ingresso no Beira-Rio

Brigada Militar reforçou esquema de triagem no entorno do estádio

Argentinos foram barrados sem ingresso pela BM | Foto: Bruna Cabrera / Especial / CP

Argentinos foram barrados sem ingresso pela BM | Foto: Bruna Cabrera / Especial / CP

  • Comentários
  • Lancepress

O forte esquema de segurança montado para a "invasão argentina" a Porto Alegre não impediu que os torcedores tentassem furar o reforçado bloqueio montado para a partida desta tarde entre Argentina e Nigéria. No balanço da Brigada Militar, 1,6 mil foram barrados tentando chegar ao Beira-Rio sem bilhetes ou com o de partidas passadas, contra Irã e Bósnia. Doze pessoas foram presos, sendo dois nigerianos, por tentativa de furto ou roubo de ingressos no entorno do estádio.

Alguns argentinos conseguiram romper um dos três postos de triagem montados — nos outros jogos era apenas um — e depois foram retirados dessas áreas por brigadianos. Alguns ainda insistiam e eram expulsos à força. Cordões de policiais foram montados nas laterais, outra medida que não havia sido verificada nas partidas anteriores.

O receio de invasões como as ocorridas no Maracanã levou a essas medidas de precaução. Já dentro do estádio reinaram as festas e as provocações entre argentinos e brasileiros, como tem sido hábito neste Mundial. A todo momento a torcida do país vizinho repetia o fraseado de que "Maradona é melhor que Pelé". Em meio às comuns manifestações de torcedores do Inter no Beira-Rio, com coro para o time, surgiram, já mais para o fim do jogo, os gritos de Brasil, bastante vaiados pelos rivais.

A Fan Fest recebeu 16 mil torcedores no horário do jogo e outros 12 mil assistiram à partida em um telão extra, que foi colocado justamente para evitar tumulto. Segundo estimativas da Brigada Militar, a cidade recebeu cerca de 90 mil argentinos.

Porto Alegre ainda receberá um último jogo do Mundial. Na próxima segunda-feira às 17h (horário de Brasília), o primeiro colocado do Grupo G (atualmente a Alemanha) enfrentará o segundo do Grupo H (neste momento a Argélia). A definição sairá nesta quinta-feira.

Bookmark and Share