Porto Alegre, sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

  • 25/06/2014
  • 20:46
  • Atualização: 21:02

Defensores argentinos lamentam gols da Nigéria, mas destacam atuação do time

Argentina venceu nigerianos por 3 a 2 no Beira-Rio nesta quarta-feira

Rojo destacou emoção com primeiro gol em Copas do Mundo | Foto: Adrian Dennis / AFP / CP

Rojo destacou emoção com primeiro gol em Copas do Mundo | Foto: Adrian Dennis / AFP / CP

  • Comentários
  • Lancepress

A Argentina venceu a Nigéria por 3 a 2 no Beira-Rio na tarde desta quarta-feira em um jogo em que Lionel Messi brilhou. Após a partida, os defensores da seleção sul-americana ressaltaram a qualidade do jogo time apesar de lamentarem os dois gols sofridos. “Como defensores queremos sempre terminar com a defesa em zero, sem ser vazada. Eles fizeram dois gols em duas oportunidades. Tem que ganhar, não cometer erros para seguir avançando”, analisou Federico Fernandez.

O lateral-esquerdo Rojo, autor do terceiro gol argentino, admitiu que a Argentina sofre na defesa com o esquema ofensivo de Alejandro Sabella, mas destacou que a qualidade ofensiva tem feito valer a pena o risco. “Sabíamos que iríamos enfrentar um rival que nos daria um pouco mais de espaço. Pudemos aproveitar melhor os nossos jogadores da frente. Conseguimos converter três gols, que é algo importante para a equipe. Sabemos e confiamos na nossa capacidade ofensiva da nossa equipem ainda que às vezes iremos correr riscos atrás. Para nós defensores é um pouco mais difícil, mas tem dado certo”, analisou o jogador.

Rojo não escondeu sua felicidade com o primeiro gol em Copas do Mundo. “Era um sonho marcas gols na Copa. Eu fiquei muito feliz. Tinha mais argentinos, mas eu queria agradecer ao apoio dos brasileiros. Deram todo o apoio que precisávamos hoje”, afirmou.

Apesar da derrota, o atacante Musa, que marcou os tentos nigerianos na partida, se mostrou satisfeito em razão da classificação de sua seleção e agradeceu ao apoio dos brasileiros no Beira-Rio. “Era um sonho marcas gols na Copa. Eu fiquei muito feliz. Tinham mais argentinos, mas eu queria agradecer ao apoio dos brasileiros. Deram todo o apoio que precisávamos”.

*Com informações do repórter William Lampert

Bookmark and Share