Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 26/06/2014
  • 12:00
  • Atualização: 12:18

CBF reforça segurança e polícia ameaça deter invasores na Granja

Mais de 30 pessoas entraram no local no último sábado

  • Comentários
  • Lancepress

Por mais segurança e para evitar novas invasões na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), a CBF colocou mais de cem grades em torno do campo 2 e a Polícia Militar ameaçou deter os invasores, menores ou não, com registro de boletim de ocorrência na delegacia, sob acusação de invasão de propriedade – que pode levar a pena de 1 a 3 meses de detenção, normalmente convertida em multa.

A medida foi tomada porque no último sábado, antevéspera do jogo contra Camarões, mais de 30 pessoas – a maioria crianças – invadiram os campos, pulando a pequena grade que separa a Granja do condomínio ao lado. Também houve invasão de torcedores pelo outro lado, da sede, próximo à entrada da imprensa e de convidados da CBF.

O treino havia terminado, mas alguns jogadores cobravam faltas no campo 1, aonde maioria dos torcedores conseguiu chegar. Além dessas medidas, os jogadores também foram orientados a não atender os torcedores, que gritam pedindo a aproximação dos ídolos para autógrafos e fotos.

A ordem até a semana passada era apenas retirar os invasores do campo. Crianças eram entregues aos pais ou responsáveis e adultos eram expulsos da Granja.

O primeiro caso aconteceu no dia 9 de junho, quando o garoto Bernardo Ramos, de oito anos, invadiu o campo, estimulado pelo pai, André Luís Cordeiro Ramos. Ele foi pego por seguranças, mas salvo por Neymar. Tirou foto com os jogadores e ganhou autógrafos na camisa. Ao sair da Granja, o pequeno Bernardo foi entregue ao pai. Deu entrevistas e teve um dia de rei.

Se o caso acontecesse ontem, por exemplo, o pai do garoto seria encaminhado à delegacia e poderia ser processado. Pelo menos no primeiro dia das novas ações, não houve ameaça de invasão à Granja.

Bookmark and Share