Porto Alegre, quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

  • 26/06/2014
  • 14:07
  • Atualização: 14:24

Federação uruguaia irá apelar de punição a Suárez

Atacante do Uruguai recebeu nove jogos de suspensão da Fifa

Suárez também recebeu uma multa de 100 mil francos suíços | Foto: Daniel Garcia / AFP / CP

Suárez também recebeu uma multa de 100 mil francos suíços | Foto: Daniel Garcia / AFP / CP

  • Comentários
  • Lancepress

A punição da Fifa ao atacante Luis Suárez, pela mordida no zagueiro italiano Chiellini, na vitória do Uruguai sobre a Itália, por 1 a 0 tem causado polêmica. Insatisfeito com a suspensão de nove jogos ao centroavante, o presidente da federação uruguaia de futebol, Wilmar Waldez, garantiu, na tarde desta quinta-feira, que irá recorrer da decisão da Fifa.

Segundo o mandatário, os advogados da federação uruguaia já estão analisando uma maneira para entrar com um recurso ainda nesta quinta-feira. A inteção, inclusive, é a de que Suárez seja liberado para jogar contra a Colômbia, neste sábado, no Maracanã, pelas oitavas de final da Copa do Mundo.

"Não há provas suficientes para a punição. É uma punição muito exagerada. Em outros casos semelhantes, a Fifa adotou outro critério. No jogo Fraça e Equador, o atleta francês deu uma cotovelada e nada foi feito. Outros casos também ocorreram. Ainda hoje (quinta-feira), vamos entrar com um recurso para que o Suárez jogue a próxima partida", disse Waldez, em entrevista concedida no hotel em que está hospedado, no bairro de Copacabana.

Apesar da revoltada gerada pela punição a Luis Suárez, o presidente garante que a seleção não irá abandonar o Mundial.
"Mesmo com todos os protestos, o Uruguai não vai sair da Copa do Mundo, pois podemos acabar sofrendo uma punição ainda pior. Nós não concordamos com a decisão da Fifa, mas precisamos respeitá-la", salientou o mandatário, que ainda falou sobre a situação psicológico do centroavante:

"Luis Suárez está muito abatido, abalado. Caso nada mude, há a possibilidade de mandarmos o jogador ao Uruguai, para que ele fique com a família".

Suárez terá 21 dias para apelar e precisará pagar a multa. Não há efeito suspensivo, e ele também não poderá ver os jogos restantes do Uruguai no Mundial.

Suárez foi proibido pela Fifa de até entrar no local de treinamento com os demais uruguaios, já que ele deve ficar afastado de qualquer atividade relacionada ao futebol por quatro meses, de acordo com a resolução da entidade. Além disso, o atacante recebeu uma multa de 100 mil francos suíços. 

Bookmark and Share