Porto Alegre, domingo, 21 de Dezembro de 2014

  • 27/06/2014
  • 23:13
  • Atualização: 23:20

Uruguaios preparam protesto com máscaras de Luis Suárez

Punição severa ao atacante causou revolta na torcida celeste

Punição severa ao atacante causou revolta na torcida celeste | Foto: Miguel Rojo/AFP/CP

Punição severa ao atacante causou revolta na torcida celeste | Foto: Miguel Rojo/AFP/CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Incentivados pela torcida organizada do Nacional, um dos principais clubes do Uruguai, torcedores que vão ao Maracanã neste sábado, planejam fazer um protesto contra a exclusão do atacante Luis Suárez do Mundial durante a partida das oitavas de final, contra a Colômbia. Ele mordeu o ombro do zagueiro italiano no jogo de terça, mesma agressão cometida contra outros adversários em 2010 e 2013. A ideia é que o maior número possível de torcedores use a réplica do rosto do jogador da Celeste. A Fifa antecipou que irá autorizar a entrada das máscaras no estádio. O site com notícias do Nacional colocou à disposição da “hinchada” um link onde é possível imprimir o acessório.

A máscara de Suárez apareceu na noite de quinta-feira, no aeroporto de Montevidéu, onde centenas de uruguaios foram receber o jogador, suspenso por nove partidas da seleção e banido do futebol pelo período de quatro meses. A Fifa proíbe protestos de torcedores dentro dos estádios. Também não permite que atletas exibam mensagens em camisas. Nada garante, porém, que algum jogador uruguaio venha a exibir uma imagem ou mensagem de apoio a Suárez por debaixo da camisa da seleção.

O dia seguinte à decisão da Fifa foi novamente de críticas ao rigor da medida, a mais dura na história dos Mundiais. Até o presidente do Uruguai, José Mujica, reforçou o coro, criticando a decisão da Fifa e dando declarações mais duras contra a punição aplicada a Suárez. O caso tornou o atacante uma espécie de mártir no país. 


Bookmark and Share