Porto Alegre, sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

  • 28/06/2014
  • 16:47
  • Atualização: 17:22

"Agora é de felicidade", Julio Cesar lembra de 2010 e repete choro

Goleiro do Brasil foi decisivo contra Chile, defendendo dois pênaltis no Mineirão

Júlio Cesar foi decisivo na partida contra o Chile pegando duas penalidades máximas | Foto: Juan Mabromata / AFP / CP

Júlio Cesar foi decisivo na partida contra o Chile pegando duas penalidades máximas | Foto: Juan Mabromata / AFP / CP

  • Comentários
  • Lancepress

Quatro anos depois, Julio Cesar se redimiu. Depois de defender duas cobranças na disputa de pênaltis contra o Chile e ajudar a classificar o Brasil para as quartas da Copa do Mundo, o goleiro lembrou do erro cometido contra a Holanda em 2010 e, assim como naquele dia 2 de julho, não conseguiu conter as lágrimas.

“Quatro anos atrás, eu dei uma entrevista muito triste, muito chateado, emocionado. Estou repedindo hoje, mas por felicidade (chorando). Só Deus e minha família sabem o que eu passei e o que passo até hoje. Mas eu sei que minha história na Seleção não acabou. Meus companheiros estão me dando muita força para chegar em campo e dar meu melhor. Faltam três degraus. Espero dar uma outra entrevista, de felicidade, e o Brasil todo em festa. Esse é meu grande sonho”, disse o camisa 12, à TV Globo.

No duelo contra os holandeses, também pelas oitavas de final, o Brasil tomou o gol de empate em uma falha de Julio, que trombou com Felipe Melo em um cruzamento e viu o baixinho Sneijder cabecear para as redes - o jogo terminou 2 a 1 para os europeus. Na zona mista, ele assumiu o equívoco e disse estar "dando a cara à tapa em nome do grupo" comandado por Dunga.

Neste sábado, no Mineirão, a Seleção também saiu na frente e levou o empate. Poderia até ter tomado a virada, mas Julio Cesar fez grande defesa em chute de Aránguiz e teve sorte no último minuto da prorrogação, quando Pinilla acertou o travessão. Nos pênaltis, depois de derramar as primeiras lágrimas do dia, defendeu as cobranças de Pinilla e Sánchez e viu Jara carimbar a trave: Brasil 3 a 2.

“Esperávamos (a dificuldade). O primeiro tempo foi bem jogado por nós, criamos oportunidades, mas depois do gol de empate o Chile se encontrou na partida e dificultou nosso jogo. Só tenho que agradecer ao público que compareceu, aos meus companheiros. Estamos acreditando sempre. É complicado psicologicamente, emocionalmente. Representar nosso país jogando em casa é uma pressão muito forte, mas graças a Deus deu tudo certo no fim”, analisou o goleiro.

O Brasil espera o resultado de Uruguai e Colômbia, que se enfrentam ainda neste sábado, para conhecer seu adversário das quartas. O jogo será na próxima sexta-feira, em Fortaleza, às 17h.

Vejas as fotos da partida:




 
Bookmark and Share