Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 30/06/2014
  • 09:00
  • Atualização: 09:14

Copa se despede de Porto Alegre

Último jogo do Mundial na capital gaúcha ocorre às 17h entre Alemanha e Argélia

Alemanha treinou  domingo no estádio Beira-Rio | Foto: Fabiano Amaral

Alemanha treinou domingo no estádio Beira-Rio | Foto: Fabiano Amaral

  • Comentários
  • Correio do Povo

A festa da Copa do Mundo se despede nesta segunda-feira de Porto Alegre. O último ato da maior celebração do futebol ocorrerá a partir das 17h, quando a Alemanha encara a Argélia pelas quartas de final no estádio Beira-Rio. A capital gaúcha viveu dias de glória com o Mundial. Conheceu novos amigos, testemunhou invasões, falou novos idiomas e aprendeu a gostar ainda mais da maior competição do planeta.

O Beira-Rio ficou acostumado a sediar jogos com muitos gols. Foram 19 nos primeiros quatro jogos - média de 4,75. Os últimos cinco vieram do confronto entre Argentina e Nigéria. Nas oitavas de final, os torcedores não esperam menos de alemães e argelinos, que chegaram à segunda fase com méritos.

Mas antes da chegada dos craques que vão entrar em campo e dos gols que provoca êxtase nas arquibancadas, há a festa. Desde o dia 15, a Copa do Mundo mudou a rotina de Porto Alegre. O trânsito teve de ser adaptado a cada dia de jogo e os porto-alegrenses foram instigados a conviver com australianos, holandeses, franceses, hondurenhos, argelinos, nigerianos e argentinos.

A jornada da Copa do Mundo em Porto Alegre começou com França e Honduras. O Beira-Rio protagonizou o primeiro gol tecnológico da história das Copas, quando Karim Benzema fez 2 a 0 e a bola cruzou a linha da meta defendida por Honduras. Três dias depois, em 18 de junho, a cidade foi alvo de uma verdadeira invasão de australianos e holandeses. As cores verde, amarelo e laranja saltavam aos olhos na cidade enquanto as duas torcidas se encontravam nos principais pontos da Capital.

Na manhã do jogo entre Austrália e Holanda, os holandeses pintaram a avenida Borges de Medeiros de laranja e promoveram uma festa inesquecível para quem estava acostumado apenas com a vista urbana do local. A marcha holandesa teve banda especial, que acompanhou os torcedores pelo Caminho do Gol até o estádio Beira-Rio. Dentro de campo, as duas seleções promoveram espetáculo e protagonizaram um jogo com duas viradas no placar. No final, a Laranja Mecânica, até então sensação do Mundial, venceu por 3 a 2.

Antes do despretensioso encontro entre Coreia do Sul e Argélia, Porto Alegre foi testemunha da festa coreana nos principais pontos da cidade. Uma torcida organizada da seleção se reunião no Parque da Redenção para ensaiar as coreografias que seriam apresentadas mais tarde no jogo do estádio Beira-Rio. O confronto, considerado até então o mais fraco de todos na Capital, acabou premiando os torcedores que assistiram à partida com seis gols. A seleção africana, uma das surpresas da Copa do Mundo, venceu por 4 a 2.

No dia 25 junho, o jogo mais esperado do Beira-Rio na Copa do Mundo. Argentina de Messi contra a Nigéria. Os hermanos, que já circulavam discretamente por Porto Alegre, passaram a dominar todos os cantos da Capital. Foi possível a reunião de torcedores de Boca, River, San Lorenzo nas ruas da cidade. Na manhã que antecedeu o jogo, os argentinos realizaram uma procissão até o estádio para acompanhar a vitória de Messi e companhia sobre os nigerianos por 3 a 2.

Tudo termina com Alemanha e Argélia. Os alemães trazem consigo a tradição de uma seleção tricampeã mundial. Como se não bastasse isso, ainda contam com Thomas Muller em fase exuberante e o recordista de gol Klose, que pode se tornar o jogador com mais tentos na história das Copas do Mundo.

Para a Argélia, cada minuto a mais na Copa do Mundo é lucro. Chegada até as oitavas já pode ser considerada um milagre. No jogo decisivo da primeira fase, o time do técnico Vahid Halilhodžic desbancou a Rússia de Fábio Capello e garantiu uma das vagas do Grupo H.

Oitavas de Final


Alemanha: Neuer, Boateng, Mertesacker, Hummels e Höwedes; Lahm, Schweinsteiger (Khedira) e Kroos; Özil, Müller e Götze (Klose). Técnico: Joachim Löw.

Argélia: M'Bolhi; Mandi; Halliche, Bougherra e Mesbah; Medjani, Bentaleb, Feghouli, Brahimi e Djabou; Slimani. Técnico: Vahid Halilhodzic.

Árbitro: Sandro Meira Ricci (BRA). Auxiliares: Emerson de Carvalho (BRA) e Marcelo Van Gasse (BRA)

Hora: 17h.

Local: Beira-Rio, em Porto Alegre.


Bookmark and Share