Porto Alegre, segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

  • 30/06/2014
  • 13:50
  • Atualização: 13:51

Alan Patrick crê que contexto da Ucrânia facilite permanência no Inter

Meia reiterou desejo de ficar em definitivo no clube, mas vê negociação difícil com o Shakhtar

  • Comentários
  • LancePress

Ainda faltam seis meses para o final do empréstimo. Mas o meia Alan Patrick já pensa sobre sua permanência no Internacional. O camisa 19 colorado mantém o desejo de deixar o Shakhtar Donetsk e acredita que o contexto político da Ucrânia pode facilitar uma negociação do Colorado com o seu clube.

Patrick tinha contrato a encerrar no meio desta temporada. No entanto, renovou o vínculo por mais seis meses, até o final de 2014. Pela resposta positiva do meia, é provável que o Colorado se mexa para garantir sua permanência.

"Ainda não vimos nada, eu prolonguei até o final do ano e ainda não sabemos o que vai acontecer. Mas já tem um valor estipulado do passe, estou focado em fazer meu trabalho bem feito, para chegar no final do ano e eu permanecer aqui. E consutruir uma história bacana dentro do Inter", destacou Alan Patrick em entrevista coletiva.

A situação política da Ucrânia, que teve uma série de protestos e rusga que quase acabou em guerra com a Rússia, já ajudou o Inter a fechar a renovação do empréstimo. E o jogador colorado também coloca a instabilidade como um ponto que pode ajudar na negociação para ficar em Porto Alegre.

"Acredito que pode ajudar, sim, a situação que vem acontecendo lá. Mas sabemos da dificuldade, o Shakhtar é difícil de negociar, mas espero que possa ajudar", avaliou.

A atual temporada de Alan Patrick tem sido bem diferente do início do meia no Inter. O jogador foi contratado na metade de 2013 e pouco foi utilizado por Dunga. Acabou jogando apenas seis partidas em seis meses. Neste ano, porém, ganhou moral de Abel Braga e jogou seguidamente entre os reservas. Na final do Gauchão, mudou o jogo para o Colorado e conquistou a vaga de titular.

Bookmark and Share