Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 30/06/2014
  • 21:20
  • Atualização: 21:29

Técnico da Alemanha lembra do Brasil ao comentar vaga suada

Joachim Löw descarta "futebol fantástico" da sua seleção e exalta classificação

Joachim Löw comemorou a vaga para as quartas de final, mesmo sem repetir as melhores atuações | Foto: Christophe Simon / AFP / CP

Joachim Löw comemorou a vaga para as quartas de final, mesmo sem repetir as melhores atuações | Foto: Christophe Simon / AFP / CP

  • Comentários
  • Tiago Medina / Correio do Povo

O técnico alemão Joachim Löw reconheceu o páreo duro que foi a Argélia nesta segunda-feira, no Beira-Rio, pelas oitavas de final da Copa do Mundo. Ele admitiu que o primeiro tempo da sua seleção deixou a desejar e citou até o Brasil para lembrar das complicações encontradas: “O Brasil teve que ir até o último pênalti para se classificar. As seleções nas oitavas estão extremamente motivadas”.

Löw elogiou a velocidade e a entrega dos rivais argelinos. “A Argélia naturalmente lutou muito e fez de tudo. Sabemos que eles estavam extremamente motivados e muito preparados para nos enfrentar”, destacou. Porém lembrou que seus comandados buscaram a recuperação após o intervalo. “Jogamos melhor e dominamos no segundo tempo e na prorrogação”, salientou ele, que lembrou que o goleiro Mbolhi foi eleito o melhor em campo.

Para Löw, a vaga nas quartas justifica o futebol metódico apresentado pelos alemães. “Em uma Copa do Mundo você não pode demandar as seleções que joguem de maneira maravilhosa ou fantástica. Às vezes uma seleção é eliminada porque jogou de maneira fantástica. Hoje não demonstramos um futebol fantástico, mas avançamos”, exemplificou.

Antes de pensar na França, que será a adversária nas quartas de final, Löw disse que irá esperar dois dias para conferir a recuperação dos atletas. Quanto ao confronto de sexta-feira, apenas revelou que espera um duelo muito duro: “França e Alemanha sempre é um clássico e jogado com muita tensão”, resumiu.

Bookmark and Share