Porto Alegre

23ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 19 de Outubro de 2017

  • 29/11/2016
  • 21:01
  • Atualização: 22:57

Laion Espíndula, o repórter alegre e querido por todos, como a Chape

Jornalista trabalhou no Correio do Povo de 2011 a 2014, no setor online

Laion (segundo à direita), trabalhou no Correio do Povo de 2011 a 2014, no setor online | Foto: Arquivo pessoal

Laion (segundo à direita), trabalhou no Correio do Povo de 2011 a 2014, no setor online | Foto: Arquivo pessoal

  • Comentários
  • Colegas e amigos do Correio do Povo

De certa forma, o Laion era um pouco como a Chapecoense. Discreto, humilde, sempre alegre, querido por absolutamente todo mundo. Além de competente, é claro. E um carisma em pessoa. Talvez seja por isso que ele tenha se dado tão bem no Oeste catarinense. Antes de chegar lá, ele havia passado alguns anos aqui conosco, na redação do Correio do Povo.

• Jornalistas do Brasil inteiro acompanhavam a Chape

Em 2011, o Laion era um jovem redator que veio para o Online do CP, a equipe que cuida do site do jornal. Chegou de mansinho, foi aprendendo as rotinas, evoluindo como profissional, causando boa impressão graças à sua garra e vontade de crescer. Mais ou menos como fez a Chape entre os grandes do futebol brasileiro. Quase todas as noites, no fim do expediente dele, a gente precisava mandá-lo para casa. Nunca queria ir embora deixando algo a desejar, por fazer ou feito pela metade.

Fora da redação, ele era a mesma pessoa, só que ainda mais descontraído. Boa-praça, sorriso fácil, bom contador de histórias, alegrava o ambiente com sua presença. Viajava centenas de quilômetros para estar com os colegas e amigos. É difícil definir um cara tão disponível para simplesmente deixar as pessoas contentes. Demonstrava um coração quase ingênuo de tão puro. Nunca tratou ninguém mal, nunca apareceu de mau humor, nunca fez nada para prejudicar ninguém.

A madrugada e a manhã desta terça-feira foram de muita agonia para quem orava e esperava que o nome dele aparecesse na lista de sobreviventes. Depois de nos dar tanta alegria, pela primeira vez deixou a todos tristes. Pensando bem, ele era muito como a Chapecoense.

Vai, Laion. Obrigado por tudo.

Biografia

Nascido em Terra de Areia em 24 de outubro de 1987, Laion Machado Espíndula formou-se em jornalismo pela Famecos/PUCRS em 2009. Começou a carreira no jornal O Sul. Trabalhou no Correio do Povo de 2011 a 2014. Cobriu a Copa do Mundo pelo Globoesporte.com e em seguida foi contratado pelo portal como setorista da Chapecoense após o Mundial.