Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 23 de Setembro de 2017

  • 13/09/2017
  • 14:44
  • Atualização: 15:14

Fifa aprova e Argentina vai mandar jogo com Peru na Bombonera

Partida é decisiva para as duas seleções na briga por vaga na Copa de 2018

AFA confirmou Bombonera como palco da partida contra o Peru | Foto: AFA / Twitter / Reprodução

AFA confirmou Bombonera como palco da partida contra o Peru | Foto: AFA / Twitter / Reprodução

  • Comentários
  • Cristiano Munari

A Associação de Futebol da Argentina (AFA) confirmou nesta quarta-feira que a partida contra o Peru, válida pela 17ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas, será disputada na Bombonera. A oficialização ocorre após a Fifa dar aval para o estádio do Boca Juniors receber o jogo marcado para o dia 5 de outubro.

A Federação Peruana de Futebol (FPF) chegou a enviar no começo desta semana um pedido para a Fifa não credenciar a Bombonera para receber a partida. No documento, a FPF alegou questões de segurança e chegou a citar os incidentes com gás de pimenta no clássico entre Boca Juniors e River Plate na Libertadores de 2015.

O confronto entre Argentina e Peru será decisivo para as duas seleções na briga por vaga na Copa do Mundo de 2018. Atualmente, os argentinos estão em quinto lugar na classificação, que dá vaga apenas na repescagem, com 24 pontos. O Peru tem a mesma pontuação, mas é quarto colocado por ter marcado mais gols – 26 a 16.

Na última rodada das Eliminatórias, a Argentina apenas empatou com a lanterna Venezuela em partida disputado Monumental de Núñez. A iniciativa de mudar sua sede para a Bombonera visa contar com um maior apoio da torcida, que fica mais próxima do gramado em relação ao estádio do River Plate.

Bombonera já foi palco de façanha peruana

A Bombonera foi palco de um confronto histórico entre Argentina e Peru. Em 1969, as duas seleções se enfrentaram no estádio do Boca Juniors pela última rodada das Eliminatórias Sul-Americanas disputando uma vaga na Copa do Mundo de 1970. O Peru tinha a vantagem do empate e garantiu sua classificação para o ir ao México com o empate de 2 a 2. Essa foi a única vez que a Argentina ficou fora de um Mundial por não conseguir classificação – não foi às Copas de 1934, 1938, 1950 e 1954 por abrir mão da disputa.