Correio do Povo | Notícias | Divergências do Palmeiras com Barcelona adiam conclusão da venda do zagueiro Mina

Porto Alegre

16ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 19 de Julho de 2018

  • 10/01/2018
  • 09:01
  • Atualização: 09:45

Divergências do Palmeiras com Barcelona adiam conclusão da venda do zagueiro Mina

Clube alviverde aguarda pagamentos pendentes do time catalão referentes à transferência

Divergências do Palmeiras com Barcelona adiam conclusão da venda do zagueiro Mina | Foto: Nelson Almeida / AFP / CP Memória

Divergências do Palmeiras com Barcelona adiam conclusão da venda do zagueiro Mina | Foto: Nelson Almeida / AFP / CP Memória

  • Comentários
  • AE

A venda do zagueiro colombiano Yerry Mina do Palmeiras ao Barcelona, da Espanha, tem os valores acertados, mas não está concluída. O anúncio oficial da transferência está emperrado por duas divergências: o clube alviverde

espera o pagamento à vista de cerca de R$ 46 milhões e que o time catalão resolva bancar os cerca de R$ 2 milhões referentes ao mecanismo de solidariedade destinado aos clubes formadores.

Apesar destas pendências, o Palmeiras considera improvável que a negociação seja cancelada. Mina viajaria para a Espanha nesta terça-feira. Porém, o colombiano adiou o embarque para que o assunto esteja totalmente resolvido antes da sua ida. O defensor se reapresentou ao clube na última sexta e não tem treinado nos últimos dias por estar no aguardo do desfecho da transferência.

O Barcelona aceita pagar os R$ 46 milhões, mas quer gastar o dinheiro de forma parcelada. O Palmeiras, por sua vez, espera receber o montante à vista. Além desta quantia, o time paulista quer que os espanhóis assumam o pagamento do mecanismo de solidariedade, que faria o Independiente Santa Fe, de Bogotá, receber cerca de R$ 2 milhões, além dos R$ 6,9 milhões já garantidos por ter uma parcela dos direitos econômicos do defensor.

Mina tinha um acordo prévio para se transferir ao Barcelona em julho, depois da Copa do Mundo na Rússia. No entanto, pela necessidade de reforçar a defesa, o time catalão abriu nova negociação para contar com o jogador em janeiro. No caso de a transferência selada nesta semana sofrer um revés, o colombiano deve se transferir para a Espanha somente no meio do ano.

Futuro

Entre as ações tomadas pelo Palmeiras para não sentir a partida de Mina, a diretoria enumera que as vindas no ano passado de jogadores jovens como Luan e Juninho já serviram como uma preparação para esse momento de negociação. Os dois têm menos de 25 anos. O clube vê neles, inclusive, potencial para se desenvolverem no clube e poderem ser vendidos para clubes do exterior.

Nesta última janela de transferências, a equipe se reforçou para a defesa e tem agora sete opções para o setor. O Palmeiras renovou por mais um ano o empréstimo de Antonio Carlos, fixou no time profissional Pedrão, de 20 anos, trouxe sem custos Emerson Santos, ex-Botafogo, e ainda não quis emprestar novamente Thiago Martins. Com a iminente saída de Mina, o zagueiro foi mantido no elenco em vez de ser cedido mais uma vez para o Bahia.

A partida do colombiano aumenta a expectativa para saber quem será a dupla titular de defesa. Edu Dracena atuou na posição ao longo do último ano e agora tem a vaga de colega em aberto. Quem tem mais possibilidades de ganhar a disputa pela preferência é Luan.