Correio do Povo | Notícias | Tardelli encerra temporada na China e admite interesse de clubes do Brasil

Porto Alegre

27ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018

  • 05/12/2018
  • 14:31
  • Atualização: 14:34

Tardelli encerra temporada na China e admite interesse de clubes do Brasil

Atacante de 33 anos anotou 51 gols e 23 assistências durante sua passagem pelo Shandong Luneng

Atacante de 33 anos anotou 51 gols e 23 assistências em quatro anos no futebol da China | Foto: Instagram /Diego Tardelli  / CP

Atacante de 33 anos anotou 51 gols e 23 assistências em quatro anos no futebol da China | Foto: Instagram /Diego Tardelli / CP

  • Comentários
  • AE

O atacante Diego Tardelli se despediu nesta quarta-feira do Shandong Luneng, da China. O jogador de 33 anos não escondeu a chateação pelo vice-campeonato da Copa da China, após o empate por 2 a 2 com o Beijing Guoan na última sexta - em que marcou um gol justamente em seu adeus -, mas preferiu celebrar os quatro anos que por lá atuou. Tardelli acumulou 51 gols marcados e 23 assistências em 98 partidas disputadas pelo Shandong.

Já de férias no Brasil, o atacante admitiu ser alvo de interesse de clubes brasileiros, mas preferiu não revelar quais e nem comentar sobre o seu possível destino em 2019.

"Foi uma temporada muito proveitosa e agora só quero aproveitar esses dias pra ficar com a minha família, minha esposa e os meus filhos. Quanto ao meu futuro, estou super tranquilo e já conversei com o meu empresário. Sei que tem clubes do exterior e do Brasil interessados e ele sabe o que eu pretendo fazer. Assim que as coisas forem se ajeitando, vou conversar com a minha família e definiremos o melhor para nós."

Tardelli interessa ao Corinthians e ao Atlético-MG. O clube paulista já avisou que "não fará loucuras" em contratações, mas tem no atacante um sonho antigo. Já o time mineiro tem Tardelli como um dos grandes ídolos recentes, já que por lá ele conquistou cinco títulos, sendo o principal deles a Libertadores de 2013.

Temporada na China

"Desde o meu primeiro dia, fui muito feliz no Shandong. Infelizmente, não deu para me despedir com o título da Copa, mas saio orgulhoso e com o sentimento de dever cumprido. Sempre fui bem tratado por todos no clube, desde os funcionários, até os meus companheiros e a torcida. Deixo grandes amigos por lá e só tenho que agradecer por tudo o que vivi nesses últimos anos. Podem ter certeza de que eu jamais esquecerei essa minha experiência no Shandong", comentou.