Correio do Povo | Notícias | Na luta contra o rebaixamento, Sport vence o Paraná e quebra jejum de 11 jogos

Porto Alegre

17ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 22 de Setembro de 2018

  • 02/09/2018
  • 18:56
  • Atualização: 19:04

Na luta contra o rebaixamento, Sport vence o Paraná e quebra jejum de 11 jogos

Última vitória do time pernambucano havia sido há 86 dias

Na luta contra o rebaixamento, Sport vence o Paraná e quebra jejum de 11 jogos | Foto: Williams Aguiar / Sport Club do Recife / Divulgação / CP

Na luta contra o rebaixamento, Sport vence o Paraná e quebra jejum de 11 jogos | Foto: Williams Aguiar / Sport Club do Recife / Divulgação / CP

  • Comentários
  • AE

O jejum de vitórias do Sport no Campeonato Brasileiro finalmente terminou. Mas foi de forma dramática. Sem apresentar um futebol vistoso e com boa atuação do goleiro Magrão, o time pernambucano fez o dever de casa e bateu o Paraná por 1 a 0, na Ilha do Retiro, pela 22ª rodada.

A última vitória do Sport havia sido há 86 dias, em 6 de junho e 11 jogos, diante do Atlético-PR, também por 1 a 0. Apesar do fim do jejum, o Sport continua na zona de rebaixamento, com 23 pontos. O time pernambucano não sofreu gol após dez jogos e esta foi a primeira vitória do técnico Eduardo Baptista, que tinha perdido três vezes.Ainda sem ganhar como visitante - um empate e dez derrotas -, o Paraná não vence há oito partidas e amarga a lanterna, com apenas 15 pontos.

A partida marcou o reencontro de Claudinei Oliveira com o Sport. Em agosto, o treinador entregou o cargo depois da derrota para o São Paulo na Ilha do Retiro e fez seu quarto jogo no Paraná, acumulando três derrotas e um empate. A torcida levou um susto logo aos seis minutos. Rafael Grampola desviou de cabeça e Magrão fez grande defesa. No rebote, Cléber Reis acertou o travessão. No entanto, quem abriu o placar foi o Sport aos 14 minutos. Rogério cruzou, Andrigo deixou a bola passar e Gabriel bateu de primeira, no canto direito de Richard.

O Paraná chegou a empatar aos 23 minutos, mas a arbitragem assinalou de forma equivocada impedimento de Rafael Grampola, que havia completado cruzamento de cabeça. Na sequência, Andrigo só não ampliou para o Sport porque Richard fez grande defesa. Aos 35, Andrigo bateu na saída do goleiro e Cléber Reis salvou quase em cima da linha.

Na volta do intervalo, o Paraná por muito pouco não empatou aos sete minutos. Júnior chutou forte e a bola explodiu no travessão. Carlos balançou as redes no rebote, mas o assistente já marcava impedimento. Mesmo jogando em casa, o Sport chamava o adversário para cima e procurava ampliar no contra-ataque.

O Paraná quase marcou aos 40 minutos. Nadson bateu colocado e Magrão fez grande defesa. No rebote, Carlos desviou, acertando a rede pelo lado de fora. Nos acréscimos, Marlone finalizou cruzado e Richard impediu o segundo gol da equipe pernambucana.

Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira, pela 23ª rodada. O Sport encara o Bahia, às 19h30min, na Fonte Nova, em Salvador, enquanto o Paraná recebe a Chapecoense, às 21h, na Vila Capanema, em Curitiba.