Correio do Povo | Notícias | Após áudio com palavras ofensivas de Edilson, Odorico nega participação em negociação com Cruzeiro

Porto Alegre

16ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 19 de Julho de 2018

  • 05/01/2018
  • 14:28
  • Atualização: 14:39

Após áudio com palavras ofensivas de Edilson, Odorico nega participação em negociação com Cruzeiro

Lateral disse que não recebeu uma contraproposta do Tricolor

Edilson reclamou do tratamento da direção e falou palavrões ao se referir a Odorico Roman | Foto: Rodrigo Rodrigues / Grêmio / Divulgação / CP memória

Edilson reclamou do tratamento da direção e falou palavrões ao se referir a Odorico Roman | Foto: Rodrigo Rodrigues / Grêmio / Divulgação / CP memória

  • Comentários
  • Correio do Povo

Desde a última quinta-feira, um áudio de Whatsapp, vazado na internet, e atribuído ao lateral Edilson, tem causado muita discussão nas redes sociais. No recado para um amigo, o ex-jogador do Grêmio reclama que o a “direção não fez nada para manter no clube” e usa palavras de baixo calão para se referir ao vice de futebol, Odorico Roman. O dirigente recebeu a informação com espanto e negou qualquer participação na negociação com o atleta.

“Não tenho nada a dizer (sobre as ofensas no áudio). Não participei da saída dele. Alguém deve ter envenenado ele”, afirmou o dirigente campeão da América.

No áudio, Edilson afirma que a proposta era muito boa e que esperava outra postura do Grêmio no caso. As tratativas para a permanência do lateral foram feitas diretamente com o presidente Romildo Bolzan. Ao receber a contraproposta, o jogador teria se deslocado até Osório para conversar com o mandatário do clube sobre o futuro e para pedir para sair do Tricolor porque teria recebido “a proposta da vida” do clube mineiro.

Ao desembarcar em Belo Horizonte na quarta-feira, Edilson fez questão de revelar que aceitou a transferência pelo “esforço” feito pela diretoria do Cruzeiro. O lateral participou das primeiras atividades com os novos companheiros e, a partir de sábado, receberá folga para completar os 30 dias de férias.