Porto Alegre

13ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

  • 23/10/2016
  • 18:55
  • Atualização: 19:17

Em Gre-Nal de confusão e duas expulsões, Grêmio e Inter ficam no 0 a 0

Times ficaram devendo futebol na Arena, que teve recorde de público

Gre-Nal teve mais confusão que futebol na Arena | Foto: Guilherme Testa

Gre-Nal teve mais confusão que futebol na Arena | Foto: Guilherme Testa

  • Comentários
  • Cristiano Munari

Em um Gre-Nal que teve muita marcação, confusões e duas expulsões – uma de cada lado –, Grêmio e Inter ficaram devendo futebol para os mais de 53 mil torcedores que quebraram o recorde de público da Arena na tarde deste domingo. O placar de 0 a 0 ficou justo pelo que jogaram os dois times na partida válida pela pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o empate, o Grêmio fica com 48 pontos e cai para o nono lugar na tabela do Brasileirão, mas a apenas um ponto do G6. Já o Inter, agora com 37, permanece fora da zona de rebaixamento, ganhando ao menos uma posição, devido à derrota do Sport para o Palmeiras. Pelo Brasileirão, os dois clubes gaúchos jogam no sábado que vem. O Tricolor encara o Figueirense no Orlando Scarpelli enquanto o Colorado mais uma vez jogará em casa, contra o Santa Cruz.

Antes disso, no entanto, a dupla Gre-Nal volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h45min, pela semifinal da Copa do Brasil. O Grêmio vai ao Mineirão enfrentar o Cruzeiro enquanto o Inter recebe o Atlético-MG no Beira-Rio.

William e Bolaños se estranham no começo do clássico

Grêmio e Inter entraram no Gre-Nal 411 com suas equipes praticamente titulares. No lado tricolor, Renato Portaluppi poupou apenas Douglas e mandou o restante do time titular a campo. No Inter, Celso Roth optou por escalar William no meio-campo. Alex, suspenso, foi o desfalque.

Talvez por peso das ausências dos dois meias criativos, o Gre-Nal foi mais marcado que jogado no primeiro tempo. Com os dois times atuando no mesmo esquema, o 4-2-3-1, as marcações encaixaram e as defesas tiveram vantagem sobre os ataques. Nos primeiros 45 minutos, o clássico teve apenas duas finalizações certas, uma para cada lado. Ambas de fora da área e defendidas sem muito esforço por Danilo Fernandes e Marcelo Grohe.

O clima esquentou no Gre-Nal logo aos 6 minutos. William, improvisado no meio-campo, caiu em um lance com Bolaños próximo da linha lateral, o que gerou o primeiro empurra-empurra no clássico. O árbitro Francisco Carlos do Nascimento optou por resolver o lance na conversa e deu apenas falta do jogador colorado. No começo deste ano, em lance com William, Bolaños fraturou a mandíbula.

Gre-Nal tem apenas duas finalizações certas no primeiro tempo

A primeira finalização do Gre-Nal ocorreu aos 14 minutos. Valdívia escorou para Ceará, que arriscou o chute de fora da área, mas mandou longe do gol. O Grêmio finalizou pela primeira vez apenas aos 22, em falta batida por Edílson de longe, que também se perdeu pela linha de fundo.

O Gre-Nal seguiu com pouco futebol até o final do primeiro tempo. Nos últimos 15 minutos, os times tiveram uma maior movimentação ofensiva, mas sem nenhum grande perigo aos goleiros. A melhor jogada foi do Grêmio, aos 34, em passe de Bolaños para Luan, que finalizou colocado e a bola desviou em Anselmo antes de sair. Aos 37, Valdívia arriscou da entrada da área e obrigou Grohe a fazer a primeira defesa da partida. Em seguida, foi Bolaños quem chutou e Danilo Fernandes agarrou firme.

Segundo tempo começa movimentado

Os dois times voltaram sem mudanças para ao etapa final do Gre-Nal. Mas logo nos primeiros minutos o segundo tempo teve mais emoção que todo o primeiro. Aos 2, o passe de Vitinho encontrou Sasha dentro da área e Geromel foi preciso no desarme para tocar a bola para a linha de fundo antes do chute do acatante colorada

Aos 6, o Inter teve a primeira grande chance da partida. Rodrigo Dourado puxou contra-ataque com a defesa do Grêmio desarrumada e serviu Vitinho que, da entrada da área, bateu de esquerda uma bola que passou por cima, muito perto do travessão. A resposta do Grêmio veio rápida: dois minutos depois, Kannemann ganhou de Paulão pelo alto após escanteio batido por Bolaños e mandou raspando à trave esquerda de Danilo. Aos 11, o técnico Renato Portaluppi fez a primeira mudança da partida, Everton entrou no lugar de Pedro Rocha, de atuação apagada.

Confusão e expulsões estragam o clássico 

O tempo fechou no Gre-Nal aos 14. Após falta de Kannemann e Valdívia, Vitinho tentou pegar a bola rápido e se estranhou com o argentino. Quase todos jogadores dos dois times começaram a se empurrar e Edílson acertou três socos em Rodrigo Dourado. O árbitro Francisco Carlos do Nascimento viu as agressões e expulsou o lateral gremista. Após muita reclamação e quase cinco minutos depois, o juiz também deu o vermelho para Rodrigo Dourado.

Com as expulsões, os dois técnicos mexeram. No Grêmio, Jaílson entrou no lugar de Bolaños. Ramiro foi o escolhido para jogar na lateral, no lugar de Edílson. No Inter, Eduardo Henrique entrou no lugar de Valdívia.

As trocas de jogadores ofensivos por volantes deixaram claro que os dois técnicos estavam mais preocupados em reforçar o sistema de marcação que atacar mais. E isso refletiu no campo. Após as expulsões, o jogo voltou ao ritmo do primeiro tempo, com as jogadas de perigo se tornando escassas.

Aos 39 minutos, Renato e Roth fizeram as últimas mudanças nos times. No Grêmio, o atacante Guilherme entrou no lugar de Maicon. No Inter, Aylon e Ferrareis entraram nos lugares de Valdívia e Eduardo Sasha. Apesar de o árbitro Francisco Carlos do Nascimento ter dado oito minutos de acréscimo, os dois times não conseguiram balançar as redes. .

Brasileirão 2016 - 32ª Rodada

Grêmio 0

Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann, Marcelo Oliveira; Walace, Maicon (Guilherme), Ramiro, Bolaños (Jaílson), Pedro Rocha (Everton); Luan. Técnico: Renato Portaluppi.

Inter 0

Danilo Fernandes; Ceará, Paulão, Ernando e Geferson; Anselmo, Rodrigo Dourado, William, Valdívia (Eduardo Henrique), Sasha (Ferrareis); Vitinho (Aylon). Técnico: Celso Roth

Cartões amarelos: Anselmo, Vitinho (INT)

Cartões vermelhos: Edílson (GRE); Dourado (INT)

Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento, auxiliado por Alessandro Rocha de Matos e Bruno Raphael Pires

Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre


TAGS » Futebol, Gre-Nal, Esporte