Correio do Povo | Notícias | Jean Pierre cita "estresse físico" de teste da CBF, mas projeta recuperação rápida

Porto Alegre

11ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 19 de Junho de 2018

  • 12/03/2018
  • 21:03
  • Atualização: 22:32

Jean Pierre cita "estresse físico" de teste da CBF, mas projeta recuperação rápida

Árbitro comentou decisão difícil de deixar Gre-Nal e elogiou atuação "gigante" de Jonathan Pinheiro

Jean-Pierre precisou atuar até mesmo antes da bola rolar no Gre-Nal | Foto: Mauro Schaefer

Jean-Pierre precisou atuar até mesmo antes da bola rolar no Gre-Nal | Foto: Mauro Schaefer

  • Comentários
  • Correio do Povo

O árbitro Jean Pierre de Lima teve uma atuação sem erros, no Gre-Nal do último domingo, transformada em cena inusitada. Aos 21 minutos do segundo tempo, sentiu uma lesão muscular na panturrilha e teve que ser substituído por Jonathan Pinheiro. Um dos principais nomes da arbitragem gaúcha, ele reconheceu que a realização de testes físicos para o Brasileirão, às vésperas do clássico, aumentou o desgastes. Ele projetou recuperação rápida, no entanto.

Apesar da lesão, Jean Pierre frisou, contudo, que se encontra no melhor momento físico e técnico: "Realmente, não esperava passar por essa situação", relatou o juiz. Ele avaliou que as provas da CBF não tiveram relação direta com a lesão, mas admitiu que a exigência sobre os árbitros é intensa. "Não digo que é coincidência, pois o teste é um estresse físico muito grande. Ano passado já haviamos perdido o Francisco Neto num jogo de quartas de final", disse. "Dessa vez a conta veio pra mim."

"Quanto ao prognóstico, amanhã (terça-feira) vou fazer um exame de imagem e só aí saberei melhor, mas acredito não ser nada grave", afirmou. "Inclusive, já comecei a realizar tratamento de fisioterapia aqui em Pelotas, na clínica do doutor José Raimundo." Ele não descartou participar das partidas decisivas do Gauchão. "Espero poder me recuperar o mais rápido possível para estar disponível para a comissão de arbitragem nesses jogos que estão por vir."

Jean Pierre também comentou o momento difícil de ter que deixar o Gre-Nal em andamento. "Quando acontece o fato, uma série de coisas passa na cabeça, principalmente como seria entregar o jogo para um árbitro promissor e que de certa forma estava fora do contexto", detalhou. "Só me restou dar força para o Jonathan e torcer para que nada fosse colocado na conta da arbitragem ou da substituição", contou. "Mas ele foi gigante e deu conta do recado."