Correio do Povo | Notícias | Inter joga mal e perde para a Chapecoense

Porto Alegre

26ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de Novembro de 2018

  • 19/11/2015
  • 22:12
  • Atualização: 22:33

Inter joga mal e perde para a Chapecoense

Colorado teve Juan expulso em falha geral da zaga e acabou sofrendo o 1 a 0

Colorado teve Juan expulso em falha geral da zaga e acabou sofrendo o 1 a 0 | Foto: Ricardo Duarte/Inter/Divulgação CP

Colorado teve Juan expulso em falha geral da zaga e acabou sofrendo o 1 a 0 | Foto: Ricardo Duarte/Inter/Divulgação CP

  • Comentários
  • Bernardo Bercht

O Inter queria apagar a goleada sofrida em 2014, mas acabou sofrendo nova derrota para a Chapecoense, nesta quinta-feira, na Arena Condá. O Colorado até foi melhor na primeira etapa, mas acabou tomando o 1 a 0 num erro generalizado da defesa e não conseguiu se recuperar após a expulsão do zagueiro Juan.

A derrota mantém o Inter com 53 pontos, no sexto lugar da tabela sem conseguir se aproximar da vaga do G4. A Chapecoense, por sua vez, chega a 46 pontos e despacha a ameaça da zona do rebaixamento, no 13º lugar. Para os comandados de Argel, resta buscar a recuperação no Gre-Nal de domingo, no Beira-Rio.

Inter tem as melhores chances na etapa inicial

Devido a um temporal no fim da tarde, a partida começou quase uma hora atrasada e ainda com muita água acumulada nas laterais do campo. O resultado foi um primeiro tempo difícil de jogar futebol, mas em que as melhores chances foram do Inter.

Logo aos dois minutos, foi D'Alessandro que teve a oportunidade. Vitinho fez o cruzamento, Rodrigo Dourado ajeitou na entrada da área, mas o argentino pegou muito embaixo, isolando por cima. O capitão demorou um pouco para entrar na partida, errando passes, enquanto Vitinho era a principal arma colorada.

A Chapecoense, contudo, logo passou a controlar mais a posse de bola, apesar de não conseguir traduzir isso em articulações ofensivas. Apodi, na lateral direita, contudo, tinha espaço para correr, com Ernando ficando batido várias vezes na jogada pelos flancos.

Aos 12 minutos, o ala da Chapecoense foi lançado na direita, driblou Ernando e tentou surpreender Alisson. A bola fez curva perigosa, mas o goleiro do Inter foi certeiro para defender. Na resposta, Paulão apareceu na área para o cabeceio, mas errou a mira já com o goleiro batido.

Vitinho era quem tinha mais liberdade e apareceu algumas vezes em condições de mudar o placar. A melhor delas foi aos 23 minutos. Recebeu de Anderson, mas perdeu o ângulo e, a dois metros da meta, chutou para fora. Num jogo truncado, apenas na bola aérea os donos da casa voltaram a levar perigo, com Bruno Silva cabeceando uma cobrança de falta, mas em tiro de meta antes do árbitro apitar o fim do primeiro tempo.

Falha geral, expulsão e gol da Chape

Veio a segunda etapa e o Colorado começou em cima da Chape. Aos quatro minutos, Nivaldo salvou a equipe catarinense quando Rodrigo Dourado cabeceou a três passos da meta, com uma bela defesa. Mas no contragolpe quase que o gol foi da Chape. Maranhão driblou Ernando e chutou cruzado, mas a bola passou caprichosamente ao lado da trave esquerda.

Minutos depois, entretanto, tudo foi por água abaixo para o Inter. Aos 16 minutos, William deu um balão para trás que desmanchou a zaga do Inter. Juan não viu que Paulão fazia a cobertura e foi direto no corpo do adversário. Recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Na cobrança da falta, Dener recebeu na esquerda e cruzou para o baixinho Ananias, de 1,69m, cabecear no canto para o 1 a 0.

Argel tirou Lisandro Lopez para colocar Alan Costa e recompor a defesa. Depois, lançou Artur no lugar de Ernando, tentando dar mais velocidade pelos flancos. As alterações, contudo, não se traduziram em volume de ataque, apesar do Inter ir para o tudo ou nada, enquanto a Chape se protegia para garantir os pontos.

Um bom lance de D'Alessandro, pelo lado direito, gerou cruzamento perigoso. Mas aí, faltou o centroavante na área para conferir. Quem ameaçou mesmo foram os donos da casa. Apodi arrancou do meio-campo, deixou três marcadores para trás e, quando ia desviar de Alisson, Paulão surgiu de carrinho para desarmar. Terminou mesmo 1 a 0 para a Chapecoense.

Brasileirão - 35ª rodada

Chapecoense 1

Nivaldo; Apodi, Vilson, Thiego e Dener; B. Silva, C. Santana, Camilo (Wiliam Barbio), Ananias (Neném) e Maranhão; Túlio de Melo (Tiago Luís). Técnico: Guto Ferreira.

Inter 0

Alisson; William, Paulão, Juan e Ernando (Artur); Dourado (Alisson Farias), Nicolas Freitas, Anderson, D'Alessandro; Vitinho e Lisandro López (Alan Costa). Técnico: Argel Fucks.

Gol: Ananias (17min/2ºT).

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique.

Cartão vermelho: Juan.

Cartões amarelos: Juan; D'Alessandro e William (I); Túlio de Melo, Vilson, Neném e Maranhão (C).

Local: Arena Condá.