Porto Alegre

17ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 24 de Agosto de 2017

  • 12/08/2017
  • 18:23
  • Atualização: 19:19

Com gols dos zagueiros, Inter vence o Londrina e segue vice

Cuesta abriu o placar e Klaus marcou dois em lances de bola parada

Cuesta e Klaus marcaram os gols da partida  | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP

Cuesta e Klaus marcaram os gols da partida | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

O Inter manteve o embalo e venceu o Londrina, por 3 a 1, na tarde deste sábado, no estádio Beira-Rio. Com os três pontos conquistado, a equipe seguiu na segunda colocação da Série B do Campeonato Brasileiro, com 36 pontos – a três o líder América-MG e cinco à frente do Juventude, quinto colocado.

Diante de 36 mil torcedores, o Inter venceu pelo alto, com três gols de cabeça e marcados por zagueiros. Cuesta abriu o placar e Klaus marcou os outros dois. A vitória do Inter ainda afastou o clube paranaense do G4. O Londrina caiu duas posições e termina a rodada na 12ª colocação, com 27. Na 21ª rodada, o Inter vai Natal, no Rio Grande do Norte, para enfrentar o ABC, no sábado, às 16h30min, no Frasqueirão. Já o Londrina recebe o Brasil de Pelotas, na terça-feira.

Inter pressiona, mas não marca

O Colorado teve dificuldades no primeiro tempo para furar o bloqueio de 11 jogadores armados pelo Londrina. Além disso, Bidía marcava D’Alessandro individualmente em todo o campo, o que dificultava a armação ofensiva dos gaúchos. Após sofrer o empate, os comandados de Guto Ferreira se socorreram da bola parada para conquistar a quarta vitória consecutiva na Série B, fato que não ocorrida há um ano e 72 dias.

Mas desde o início, o Inter começou pressionando o adversário no seu campo defensivo. Aos três minutos, D'Alessandro ajeitou para trás para Cuesta, que, da intermediária, bateu forte e obrigou o goleiro César a espalmar pela linha de fundo. Aos nove, Uendel cruzou e Sasha desviou de cabeça, mas a bola saiu fraca e ficou com César.

Depois da pressão, um grande susto: em rápido contra-ataque, Klaus e Cuesta tiveram um momento de indefinição e Carlos Henrique ficou com a bola na frente de Danilo Fernandes, aos 10. O atacante bateu cruzado e a bola saiu longe da meta do Colorado.

Apesar da oportunidade, o Inter era dono soberano da bola e mantinha o adversário em seus domínios. Entretanto, como os paranaenses optaram por se posicionar com os 11 no seu campo defensivo para contra-atacar em velocidade, os comandados de Guto Ferreira tinham dificuldade para entrar na área com jogadas individuais.

Para abrir espaços, o Colorado usava as laterais e abusava de uma arma já tradicional do time: os cruzamentos. Aos 17, após cobrança de escanteio da esquerda de ataque por D'Alessandro, Klaus cabeceou e a bola passou próximo ao poste direito da meta de César. Cinco minutos depois a cena se repetiu. Winck cruzou da direita, Leandro Damião subiu mais alto que os marcadores e cabeceou próximo ao poste direito de César. Apesar da pressão, os times desceram para o vestiário com o placar fechado.

Gols de cabeça após cobranças de escanteio

O Inter voltou com a mesma equipe e abriu o placar aos três minutos em um lance de bola parada. D'Alessandro cobrou escanteio da esquerda de ataque, Cuesta saltou entre os marcadores e testou para o chão, sem chances para César, abrindo o placar.

Após o gol, o Colorado teve mais três chances claras para ampliar. Aos oito, Sasha chutou em cima de Artur e, no rebote, a bola tomava a direção da meta, mas Reginaldo salvou quase em cima da linha. Na sequência, Winck cortou para o meio e bateu rasteiro de canhota. César se jogou no chão e tapeou para a linha de fundo. Em seguida, D'Alessandro cobrou escanteio direito e a bola explodiu no poste superior do Londrina naquilo que quase .

Os paranaenses levaram perigo aos 12. Carlos Henrique recebeu na área, na cara de Danilo Fernandes, mas o goleiro saiu da meta e faz a defesa, após chute do atacante. Entre os 13 e os 18 minutos, Sasha perdeu duas oportunidades dentro da área cabeceando para fora e Pottker uma, em cruzamento de Uendel.

Depois das chances perdidas, um grande susto. Aos 23, após levantamento da esquerda de ataque, a bola atravessou a área fraca, mas caiu no pé de Bidía, que chutou na saída de Danilo Fernandes e deixou tudo igual. Guto, pouco depois, tirou D’Alessandro e Pottker e colocou Nico López e Camilo. E foi o meia que mudou o jogo.

Em dois escanteios, um da direita e um da esquerda, um aos 33 e um aos 36, Klaus invadiu a área em alta velocidade e, próximo a marca do pênalti, cabeceou para o fundo das redes: Inter, 3 a 1. Após os gols, o Inter passou a alterar a posse de bola com momentos de pressão. Com o adversário abatido, o Colorado aguardou apito final para somar mais três pontos e garantir a vice-liderança do Brasileiro da Série B.

Campeonato Brasileiro da Série B – 20ª rodada

Inter 3

Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Klaus, Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado; William Pottker (Nico), Edenilson, D’Alessandro (Camilo) e Sasha (Gutiérrez); Leandro Damião. Técnico: Guto Ferreira.

Londrina 1

César; Reginaldo, Gustavo, Edson e Ayrton; Rômulo, Jardel, Artur, Thiago Lopes (Renato Gava) e Bídia (William Henrique); Carlos Henrique (Wellisson). Técnico: Cláudio Tencati.

Gols: Cuesta (3min/2ºT), Bidía (23min/2ºT) e Klaus (33min e 36min/2ºT)

Cartões amarelos: Gustavo e Bidía (L) e Rodrigo Dourado (I)

Público: 36.092

Arbitragem: Sávio Pereira Sampaio (DF), auxiliado por José Reinaldo Nascimento Júnior (DF) e Daniel Henrique da Silva Andrade (DF)

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)