Porto Alegre

24ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 24 de Janeiro de 2018

  • 27/12/2017
  • 20:12
  • Atualização: 14:11

Odair projeta ano de “reconstrução para Inter”, mas com responsabilidade de bons resultados

Treinador espera aproveitar Gauchão para consolidar maneira de jogar da equipe

Odair projeta ano de reconstrução para o Inter | Foto: Guilherme Testa / CP Memória

Odair projeta ano de reconstrução para o Inter | Foto: Guilherme Testa / CP Memória

  • Comentários
  • Correio do Povo

O ano de 2018, com retorno para a Série A do Campeonato Brasileiro, deve ser também de reconstrução para o Inter. Esse é o trabalho que o técnico Odair Hellmann espera fazer a partir do dia 2 de janeiro, quando o elenco colorado se apresenta no Beira-Rio para o início da temporada. Em entrevista ao Correio do Povo nesta quarta-feira, o ex-auxiliar técnico que terá a missão de comandar o Inter na próxima temporada evitou traçar objetivos de resultados, mas ressaltou que o clube precisa voltar a mostrar bom futebol para brigar por títulos. Em suas próprias palavras, o Colorado deve a partir do ano que vem “voltar a fazer o que sempre fez”.

“O que aconteceu tem que ficar no passado (rebaixamento e disputa da Série B). Temos de ter construção e confiança para levar o Inter o mais longe possível. A gente tem de voltar a fazer grandes competições, voltar a se consolidar nas competições, ser respeitado e fazer grandes jogos. Temos de ir o mais longe possível em todas as competições, como o Inter sempre fez”, avaliou o treinador ao ser questionado sobre as metas para o próximo ano.

O Campeonato Gaúcho, que se inicia no dia 18 de janeiro diante do Veranópolis no Beira-Rio, deve ser o primeiro passo dessa reconstrução que planeja Odair. O treinador ressaltou que, além do título, o Colorado deve aproveitar a competição para construir o time visando à sequência da temporada. “No Gauchão, como em todas as outras competições, a gente precisa entrar muito forte. Temos de buscar o melhor resultado possível. Temos que buscar o título do Gauchão, ir para a final e fazer um grande trabalho. O mais importante é construir um time e esse grupo”, projetou.

Odair Hellmann sabe que não terá todas as contratações almejadas na apresentação do elenco no dia 2. Até agora, o Inter oficializou três reforços: o lateral-direito Ruan, o volante Gabriel Dias e o centroavante Roger. O treinador, no entanto, vê como normal a chegada de jogadores com a temporada em andamento. “Penso que ainda nesse início de ano, nos primeiros dias e meses, ainda estará aberta essa possibilidade de chegada de jogadores. Não podemos nos fechar. Temos de estar sempre abertos. Vamos iniciar de uma maneira (a equipe) e durante esse processo consolidar isso (as contratações)”, disse o treinador, que evitou falar em números de reforços.

“O Inter tem de estar aberto a buscar jogadores que vão agregar qualidade para o time e elenco. Independente da situação, se a gente puder trazer jogadores que vão potencializar essas qualidades, temos de estar bem abertos”, completou.

Odair minimiza esquema e diz que importante é consolidar jeito de jogar

Atuar no 4-2-3-1, 4-1-4-1, 4-3-3, nada disso é o principal em relação a montagem de um time para Odair Hellmann. O treinador do Inter ressaltou que seu objetivo é implantar um conceito para a equipe. Assim, o time poderá executar suas propostas independente da formação tática da equipe.

“O que menos me preocupa é o número, se 4-2-3-1 ou 4-1-4-1. Acredito na aplicação do conceito, do que o time vai fazer com a bola ou sem, independente do sistema. O sistema vai variar, o conceito não. O número do esquema é um ponto de partida, não a parte final do processo”, disse Odair, que pretende ver seu time jogando com bola no chão.

O treinador do Inter destacou que vê o bom futebol como a melhor maneira para se chegar ao resultado. “O bom futebol e a boa performance, eu acredito que te deixam mais próximo do objetivo da vitória. Você fazendo um bom futebol, está mais perto da vitória. Independente da ideia, do esquema e das características dos jogadores”, completou.


TAGS » Futebol, Inter, Esporte