Correio do Povo | Notícias | Camilo deseja titularidade em 2018 para “prolongar vida” no Inter

Porto Alegre

17ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 22 de Outubro de 2018

  • 30/12/2017
  • 17:47
  • Atualização: 17:55

Camilo deseja titularidade em 2018 para “prolongar vida” no Inter

Meia admitiu que pressão sobre os jogadores aumentou com a conquista do Grêmio

Camilo quer jogar para demonstrar qualidade e

Camilo quer jogar para demonstrar qualidade e "prolongar vida no Inter" | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP memória

  • Comentários
  • Correio do Povo

Depois de estrear com boa atuação contra o Goiás no início de agosto e disputar mais 19 partidas com a camisa Colorada, Camilo quer aproveitar a temporada inteira para ganhar ainda mais espaço no Inter. O meia chegou a ser titular em algumas partidas, mas acabou sendo reserva do capitão e ídolo da torcida, D’Alessandro. O desejo é trabalhar bastante para ganhar uma vaga no time principal e mostrar ainda mais a sua qualidade dentro das quatro linhas.

“O meu projeto para 2018 é estar entre os 11. Estou começando do zero. Claro, vou ter que brigar pelo espaço, independente da posição. Quero jogar para demonstrar o meu futebol e, quem sabe, prolongar a minha vida no Inter”, declarou Camilo em entrevista à SporTV.

Apesar de revelar que não se importa de atuar onde o treinador determinar, o meia fez questão de afirmar que não se sente bem atuando pelas pontas do gramado. “O Odair sabe onde jogo. No último jogo, utilizou eu e o D'Alessandro. A gente se entendeu muito bem. Claro, para jogar aberto requer um pouco mais de físico. Um mano a mano muito forte, um jogador que vai para cima, o que não é a minha característica. Isso depende do jogo, do lateral que você vai pegar. Se você pega um cara muito rápido, vai exigir muito de mim e vai tirar o meu melhor, que é a chegada na frente”, declarou Camilo.

O meia comentou ainda sobre a pressão sofrida pelos jogadores em um ano inédito de Série B e de conquistas do arquirrival Grêmio. “Para o torcedor colorado não foi fácil, já que a outra equipe estava muito bem nas competições, mas isso é o futebol. É uma gangorra. Agora, vão exigir (os torcedores) do Inter que alcance títulos muito grandes em 2018. (…) Começamos o ano pressionado. Pela rivalidade, temos que ter um ano de muita concentração, preparação e trabalho para que possamos ter conquistas. O torcedor sempre foi acostumado com título e a cobrança é muito forte”, revelou o meia.

O Inter se reapresenta no dia 2 de janeiro no Centro de Treinamentos do Parque Gigante. O primeiro compromisso oficial do Colorado na temporada deve ser contra o Veranópolis, no dia 18, às 19h30min, no Beira-Rio.


TAGS » Futebol, Inter, Esporte, 2018